Páginas

terça-feira, 2 de outubro de 2018

A barrida desta grávida não parava de crescer. Quando ela soube o que havia dentro dela, mal pôde acreditar.


Chloe e Rohan Dunstan tinham três filhos pequenos, mas sempre sonharam ter uma filha. Então, quando Chloe ficou grávida pela quarta vez, eles ficaram muito felizes.










Mas a vida nos prega cada peça... Depois de um exame de rotina, tudo mudou. O ultrassom mostrou algo completamente único.
Não foi a primeira vez que Chloe tinha feito um ultrassom nessa quarta gestação. Mas desta vez, ela estava nervosa, porque sua barriga não parava de crescer. Estava simplesmente gigantesca. 


Ainda assim, ela nunca poderia imaginar o que as imagens revelariam.
“Fomos para o ultra-som e a médica começou o exame. Depois de um tempo, ela finalmente nos disse: ‘Eu vou te dizer o que eu posso ver .. Eu vejo um bebê aqui’ e então ela rapidamente moveu a imagem e disse: ‘E outro bebê aqui. ‘Comecei a chorar e a tremer. Eu disse: “Você quer dizer gêmeos?”“, Contou Chloe, através de uma publicação no Facebook. 


Na realidade, era mais que isso. Ela estava esperando, na realidade, trigêmeos!
Seria uma completa transformação na vida de Chloe e Rohan. A família de cinco pessoas em pouco tempo se tornaria uma de oito. 


O casal ficou bastante feliz, principalmente no exame seguinte, quando descobriram que o sonho seria realizado: um dos trigêmeos era uma menina. Entretanto, os médicos também deram algumas más notícias. Chloe teria que fazer uma escolha que nenhuma mãe deveria ter que fazer.
Chloe estava esperando dois garotos e uma garota. Os meninos estavam completamente saudáveis, mas a menina estava em uma situação de emergência. Ela não estava crescendo do jeito que deveria.
A única maneira que a menina poderia sobreviver era um parto prematuro através de uma cesariana, o poderia ser muito arriscado para os meninos.
Ela teve que fazer uma escolha terrível: operar e arriscar a vida de todas as crianças – ou deixar os meninos e sacrificar a menina.
“Eu fiz muita pesquisa e tentei sentir o que estava acontecendo. Eu sabia que seria difícil, mas eu simplesmente não poderia desistir dela. Eu sabia que ela era forte porque chegou até as 28 semanas, quando estava quase sem nutrientes no útero”, escreveu a mãe. 


Chloe não teve escolha senão fazer o parto antes da hora. Ainda que fosse arriscado, ela sabia que tinha decidido pela coisa certa.
O parto foi tranquilo, mas os trigêmeos precisaram ser colocados em tratamento intensivo imediatamente. 


Com o tempo, os trigêmeos foram ficando cada vez mais fortes e saudáveis e os pais estão muito felizes com a decisão tomada. 





É praticamente impossível imaginar o quão difícil deve ter sido para a mãe ser forçada a escolher entre seus filhos. Mas, felizmente, tudo acabou bem! 

Informações: Newsner
Imagens: Reprodução Facebook
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário