Páginas

segunda-feira, 30 de julho de 2018

Mãe solteira pobre constrói mini-casa para sair do aluguel. Quando você olhar para dentro, vai querer se mudar para lá.


É impossível saber como será o futuro. Muita coisa pode acontecer sem sequer ser planejada, embora acabemos surpreendidos, isso acaba sendo a graça da vida. 











Até pouco tempo, Michelle Boyle tinha que pagar cerca de US$ 1.500 (aproximadamente R$ 6.600) por mês para alugar um pequeno apartamento em Sherwood, Oregon, EUA. Esse é um valor altíssimo para uma pessoa sozinha arcar só de aluguel, especialmente se você não ganhar muito bem. E esse era o caso de Michelle. Tudo que ela ganhava em seu trabalho em um café era usado para cobrir o aluguel e a alimentação.
Mas o que ela poderia fazer? Michelle não achava lugares mais baratos e não podia ir para a rua com seus filhos.
No entanto, quando seus filhos saíram de casa, a situação ficou diferente – Michelle sabia que não poderia continuar vivendo daquela forma e decidiu que deveria tomar alguma providência.
Com o pouco dinheiro que conseguiu juntar, ela começou a construir sua própria casa. Essa mudança não apenas reduziria suas despesas mensais para quase zero, como também permitiria que Michelle começasse a poupar para a futura aposentadoria.
Mas, como Michelle conseguiria isso?
Bem, ela começou juntando-se à Tiny House, uma organização onde as pessoas constroem seus próprios lares para viver uma vida mais simples e mais modesta.
Ela conseguiu comprar uma casa por uma pequena quantia de dinheiro e saiu de onde morava. 


Antes, Michelle pagava 1.300 dólares por mês por uma casa de três quartos – agora ela mora em meros 18 metros quadrados. O aluguel do pequeno terreno em que a casa está custa 65 dólares por mês. E isso inclui eletricidade, água e WiFi! 


“Construir qualquer coisa com as próprias mãos é das experiências mais recompensadoras”, disse Michelle ao Oregon Live. “No meu caso não estava apenas construindo, eu também projetei.”, contou. 


Entre em sua humilde habitação e você ficará surpreso!
Começamos com a pequena cozinha pitoresca onde Michelle passa a maior parte do tempo. 


Todos os aparelhos são dos anos 40 e início dos anos 50. Michelle explica que levou dois anos para encontrar e restaurar a coleção. 


Na casa, há uma pequena escada que leva a um loft, onde Michelle normalmente lê livros ou simplesmente repousa. 



Na sala há outro conjunto de escadas que levam até um quarto. 



Como você pode ver, Michelle conseguiu encaixar muitos móveis para tornar o espaço o mais acolhedor possível.
E a sala de estar? Ficou muito aconchegante! 


O banheiro tem água corrente, um chuveiro e um sanitário. 


De alguma forma, Michelle ainda conseguiu adaptar um pequeno guarda-roupa. Impressionante! 


No inverno, a casa é ainda mais encantadora!


Parabéns, Michelle! Bom trabalho! 


Mas, se você acha que ela se contentou em apenar executar seu projeto dos sonhos, está enganado!
Em vez de tirar um merecido descanso do trabalho, ela continuou estudando e construindo pequenas casas. Ela planeja alugá-las no futuro como fonte de renda. 


Você ou alguém que você conhece gostaria de morar em uma das casas de Michelle? 

Informações: Oregon Live via Newsner
Imagens: Reprodução
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário