Páginas

segunda-feira, 23 de julho de 2018

Esta ave viveu 10 dias depois de literalmente perder a cabeça. A ciência explicou o fato.


Você provavelmente já ouviu histórias ou já presenciou animais que, mesmo sem uma parte vital do corpo, continuam vivos. Entretanto, certamente, nada se compara ao caso que te contaremos hoje. 












Uma galinha da província de Ratchaburi, no centro da Tailândia, foi saudada como uma "verdadeira guerreira" por sobreviver mais de uma semana depois de ter sido decapitada. Depois de “perder a cabeça”, ela foi adotada por monges que a alimentam bombeando comida até a garganta com uma seringa.
Rapidamente, fotos e vídeos da ave sem cabeça foram postados em redes sociais e viralizaram, principalmente na Tailândia, mas ninguém esperava que ela sobrevivesse por tanto tempo sem a cabeça. 


O primeiro usuário do Facebook a compartilhar a história do animal resiliente, escreveu que um veterinário no distrito de Mueang Ratchaburi, na província de Ratchaburi, estava cuidando dele, alimentando-o, colocando comida no pescoço e dando-lhe antibióticos para evitar a infecção de suas feridas.
“O animal tem sua própria vida. Se ele quer viver, nós vamos alimentá-lo”, disse o veterinário à imprensa local. 


Ninguém parece saber como a ave perdeu a cabeça, embora muitos suspeitem que ela tenha sido atacada por um predador animal. Independentemente das circunstâncias em que perdeu a cabeça, todos concordam que a decapitação deveria ter sido fatal, mas ele se recusa a morrer. E não só sobreviveu, mas também pôde ficar de pé e andar sem rumo. 


Inicialmente, a maioria das pessoas achava que era tudo uma farsa, e que as fotos do animal sem cabeça haviam sido “photoshopadas”, mas um vídeo começou a rodar on-line, e as agências de notícias ocidentais começaram a captar a história também.
Acredite ou não, esta não é a primeira vez que uma galinha sobrevive tanto tempo sem a cabeça. Mike, outro frango sem cabeça, também foi uma sensação da mídia entre 1945 e 1947, sobrevivendo incríveis 18 meses. 


Estes casos raros de sobrevivência estão aparentemente ligados à sua anatomia única. 


O cérebro das galinhas está localizado em seu crânio em um ângulo, então se elas forem decapitadas para o alto do pescoço, a parte posterior do cérebro, que controla funções automáticas como a respiração, pode permanecer intacta. Então, se a jugular não se rompe, fazendo com que a ave eventualmente sangre até a morte, ela aparentemente pode sobreviver mesmo sem a cabeça. 

Informações: Oddity Central
Imagens: Reprodução
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário