Páginas

terça-feira, 5 de junho de 2018

Lembra do garoto com cabelos congelados? A dura verdade que foi escondida dos olhos do público.


Você se recorda do estudante que ganhou os holofotes por ter caminhado quase 5 km para chegar até a escola, em Zhaotong, na região central da China, sob um frio de -9°C, enquanto vestia roupas finas? 








O menino chinês de oito anos que chamou a atenção do mundo ao ter uma foto compartilhada nas redes sociais por chegar à escola com os cabelos e as sobrancelhas congeladas se transformou em herói nacional. 


Wang Fuman, agora conhecido como o "garoto de gelo" virou estrela de propaganda do governo da China, cujos funcionários de alto escalão são sinônimos de peculato, suborno e corrupção. 


O que era para ser uma imagem que retrata como milhões de crianças vivem sem comida, roupas ou residências adequadas na China, virou uma história sobre a resiliência do povo chinês, com a ajuda do governo do país, segundo o jornal "The New York Times". 
Mais da metade da população da China vive na pobreza, fato que o regime chinês quer manter em sigilo. Por exemplo, 1,5 milhão de moradores foram removidos de suas casas agora demolidas e deslocados antes das Olimpíadas de Pequim de - porque a China quer pintar uma imagem falsa para visitantes estrangeiros. 
O Partido Comunista Chinês convidou Fuman para passar o fim de semana em Pequim e fez propaganda da viagem em seu site oficial, celebrando o garoto como um herói patriótico. O menino tremulou uma bandeira da China na Praça Tiananmen, se vestiu como um policial e jurou lealdade ao país e ao partido comunista. 


"Vou deixar as montanhas, com certeza. Vou estudar muito e me tornar policial", afirmou o menino durante o passeio por Pequim. 


Durante parte da viagem, Fuman parecia estar cansado de tanta atenção. 
"Meu nome é Wang Fuman e não ‘garoto de gelo", disse. 


Nas redes sociais chinesas, muito criticaram o uso político da história do menino. Outros se preocuparam com o efeito da superexposição do garoto na mídia.
Ao tratar Wang como uma celebridade, o regime não apenas consegue reforçar sua própria reputação entre a população como "lutando pelo povo", mas também muda o foco, sobre o “garoto de gelo” que lutou contra as condições congelantes para chegar a escola e banaliza o debate sobre a pobreza incapacitante na China.
Qual sua opinião sobre essa atitude oportunista do governo chinês? 

Informações: NTD
Imagens: Reprodução Getty Images
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário