Páginas

quinta-feira, 3 de maio de 2018

Tiravam sarro dele quando ele comprou este galpão abandonado. Mas, quando o abriram tudo mudou.


Um norte-americano, que vivia em Nova York, certo dia decidiu abandonar a loucura da cidade grande e se mudou com a esposa para um local mais calmo, com a intenção de aproveitar a vida. 








Ele então comprou um comprou uma casa de fazenda abandonada em Portugal. O lugar estava fechado há cerca de 15 anos, pois os antigos proprietários faleceram e não tinham herdeiros. Após um longo período, o estado resolveu leiloar o imóvel. 
O que também contribuiu para que o local ficasse tanto tempo fechado foi que, o novo proprietário teria que assumir os quinze anos de imposto atrasado. Mas, aquele homem determinado a mudar de vida, decidiu comprar as terras por um valor bem abaixo do preço que valia.
No entanto, havia algo estranho naquele lugar. Na propriedade, existia uma espécie de galpão, igualmente intocado, que estava trancado. Assim que se mudou, o homem contratou uma equipe para ajuda-lo a abrir o galpão misterioso. 


E nós já antecipamos, ao descobrir o que havia dentro daquele velho armazém, o homem ficou muito feliz e provavelmente causou inveja em muitas pessoas que acreditavam que ele estava fazendo um péssimo negócio.
Dentro havia dezenas de carros antigos, incluindo Aston Martins, Mercedes e vários modelos da Lotus, carros caríssimos e raros. Por conta do tempo que ficaram trancados, estavam bastante empoeirados por fora, mas mesmo assim, foram avaliados em cerca de 35 milhões de dólares (cerca de 108 milhões de reais). 










Há preciosidades das décadas de 30 e 40, veículos de corrida, com alguns modelos de F1 como: Chrysler, Mercedes e Austin A3. 




Um especialista, Tom Cotter, da revista Sports Car Market, consultado pelo tabloide britânico Mirror diz que o dono antigo pode ter sido um negociante clandestino de carros, mas trata-se apenas de uma especulação. 







“Ninguém simplesmente vende uma antiga fazenda e deixa de mencionar aos novos proprietários o esconderijo de carros antigos no celeiro”, ponderou Tom. “O proprietário dos carros era um negociante de carro nas décadas de 1970 e 1980 e decidiu manter os carros mais interessantes que entraram por suas portas”, completou. 





Por segurança, o nome do proprietário e a localização da fazenda não foram divulgados.
Com certeza, esse homem tirou a sorte grande, sem nem ter jogado na loteria. A maioria de nós já ficaria contente com apenas um carro desses, concordam?

Informações: Mirror
Imagens: Reprodução
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário