Páginas

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Técnica judiciária expõe traição da mãe com o marido na internet e post ‘viraliza’.


A maioria das pessoas o dia das mães é a oportunidade perfeita para exaltar e agradecer a figura materna nas redes sociais. Porém, entre textos recheados de elogios e fotos carinhosas de filhos para suas respectivas mães na linha do tempo, um desabafo em especial chamou a atenção. 







Uma mulher, que é técnica judiciária e vive no Recife (PE), virou assunto nas redes sociais, depois de compartilhar um relato em que fala sobre a mãe. Mas, ao contrário do que se pode imaginar, ela não fez nenhuma homenagem para a progenitora. A filha, na verdade, expôs uma traição do próprio marido com a mãe.
A postagem já foi compartilhada milhares de vezes, além de ter recebido inúmeras reações e diversos comentários. A publicação ainda acompanha uma foto da mãe dela. 


Em um trecho, ainda afirma que a mãe dela a teria abandonado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), em que estava internada há 78 dias, para ter relações sexuais com o seu marido. De acordo com a mulher, a mãe ainda é casada com o pai dela. “Fui largada por você para morrer na UTI, assim seria mais fácil tomar minha vida, minha casa, meu marido e meu filho”, desabafou. A filha termina o desabafo afirmando que “Fomos apenas vítimas de um ser diabólico como você.". 
Um dos irmãos da moça também falou sobre a mãe no Facebook.
“Feliz Dia das Mães para quem não tem uma mãe mercenária, mesquinha e podre como a minha”, escreveu. “Convivi 24 anos com uma mentirosa pregando sobre verdade, uma vagabunda pregando sobre fidelidade”, afirmou. 


A postagem dele, no entanto, foi removida por não estar de acordo com os termos da rede social. O rapaz foi mais explícito e disse não se importar com as denúncias que recebeu na publicação. 


Sem dúvidas, essa é uma história bem polêmica. Mas, o que vocês acham de pessoas que usam as redes sociais para compartilhar problemas pessoais?
Acha que extrapolam os limites e que ninguém tem a ver com isso, ou acha que está correto e faria o mesmo se algo assim acontecesse com você? Queremos saber a sua opinião! 

Informações: BHAZ e UAI
Imagens: Reprodução do Facebook
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário