Páginas

terça-feira, 15 de maio de 2018

O que os veterinários encontraram dentro desta tartaruga levantou questões em todo o mundo.


Muitas pessoas consideram que o sucesso e a boa sorte são o resultado do trabalho árduo e da perseverança; há aqueles que acreditam que encontrar um trevo de quatro folhas lhes trará sorte, enquanto muitos outros consideram que um gato preto traz infortúnios. Em todas as culturas há opiniões diversas sobre como chamar a boa sorte e eliminar as más vibrações. Na Tailândia eles têm um hábito um pouco estranho.




O povo tailandês acredita que jogar moedas em uma fonte atrai boa sorte. Pode até parecer algo comum, mas não é só isso. Eles acreditam que para atrair coisas positivas, é preciso que uma tartaruga esteja no local.


De acordo com a crença, tudo será favorável, enquanto o animal estiver vivo, pois eles associam a imagem do animal à longevidade e os turistas adotaram o hábito para ter boa sorte em sua viagem. No entanto, essa ação que, aparentemente, era inofensiva, teve consequências fatais.


As autoridades de Chonburi começaram a investir no desenvolvimento da região, e com isso removeriam o lar de vários animais; Voluntários entregaram as espécies ameaçadas de extinção ao Centro de Proteção de Tartarugas Marinhas da Tailândia. Entre eles, havia uma que vivia em uma das lagoas mais visitadas.
Quando a tartaruga chegou ao centro de proteção, os veterinários notaram algo incomum nela, então fizeram vários exames e acabaram descobrindo algo estranho e inédito em seu interior. O réptil tinha aproximadamente 25 anos e dentro do seu estômago havia uma malformação, aparentemente algo estava danificando seu corpo, pois se movia lentamente e era muito pesado em relação ao seu tamanho. Veterinários preocupados com o animal imaginaram o pior.


Eles chamaram especialistas da Universidade de Ciências Veterinárias da Universidade de Bangkok, realizaram algumas análises e concluíram que a pobre tartaruga sofria com um tumor, então decidiram operá-la às pressas.


Eles a anestesiaram e moveram-na cuidadosamente para uma sala para a intervenção cirúrgica. Era necessário ter muito cuidado, pois a tartaruga respirava com dificuldade e não sabiam exatamente a magnitude do suposto tumor. Mas sua surpresa foi ainda maior quando eles abriram o estômago.


Nos intestinos, se depararam com uma terrível surpresa. Não era um tumor, mas 915 moedas, que haviam sido jogadas na lagoa por turistas e moradores locais. "É difícil imaginar como pode engolir tantas peças", comentou um dos veterinários.


"É triste e escandaloso como tal tradição absurda pode pôr em risco a vida de um ser vivo, é ridículo”, disse outro membro da equipe.


Depois de 4 horas a tartaruga - que nomearam de “Piggy Bank" que significa “Cofrinho" em tradução livre - estava fora de perigo. A cirurgia foi um sucesso e a tartaruga foi se recuperando aos poucos. Todos ficaram impressionados com sua grande bravura e depois de tudo o que ela sofreu ao carregar aproximadamente 5kg de moedas dentro de seu estômago, pensaram que as coisas não seriam fáceis. E, infelizmente, eles estavam certos.


Após duas semanas, a tartaruga começou a respirar com dificuldade, não conseguia se mover e parecia muito cansada. Não queria comer e os médicos estavam preocupados. Eles tiraram alguns raios-x, fizeram vários exames e perceberam que ele sofria de intoxicação sanguínea causada pelo acúmulo de gás nos intestinos, porque as moedas entupiram seu corpo por um longo tempo.


Eles tiveram que fazer uma segunda operação, mas ela já estava muito debilitada. Os intestinos foram gravemente danificados e, apesar de tudo o que foi feito para salvá-la novamente, a tartaruga não resistiu.
Foi um golpe muito difícil para todo o time que estava cuidando dela nos últimos momentos. O apoio nas redes sociais, bem como a inconformidade devido à falta de consciência para com os animais, dominaram todos. Milhões de usuários mostraram sua empatia com os veterinários, que fizeram todo o possível para salvá-la.
Quantos animais mais serão vítimas da falta de sensibilidade dos seres humanos? Esperamos que a história da "Cofrinho" gere uma maior conscientização entre pessoas que realizam "ações inofensivas", como lançar moedas ou outros objetos para animais em cativeiro.

Informações: Porque No Se Me Ocurrio e Uol
Imagens: Reprodução


Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário