Páginas

quinta-feira, 10 de maio de 2018

A prisão mais temida do mundo: Este lugar é um pesadelo para os piores criminosos.


Deste lugar ninguém conseguiu em sua história escapar, há terroristas, canibais, pedófilos, maníacos e assassinos. Esta prisão é considerada de segurança máxima. A Colônia Penitenciária IK-6, é a prisão que detém os criminosos mais terríveis na Rússia, localizada em Orenburg, bem na fronteira com o Cazaquistão e popularmente conhecida como “Black Dolphin” ou “Golfinho Negro” em tradução livre. 




O símbolo que originou seu nome pode ser encontrado na entrada da penitenciaria representado através de uma estátua, que foi construída pelos internos. Sabe-se que esta prisão é uma das mais antigas da região, para a qual apenas as pessoas condenadas à prisão perpétua agora entram. 


A estátua foi feita por um grupo de prisioneiros há muitos anos e é o símbolo do terror que esta prisão desperta entre seus convidados. A cor preta significa sem vida, e o golfinho pulando, a incapacidade de escapar. 


A vida neste lugar é um pesadelo total, quando os prisioneiros entram lá, para movê-los de um lado para outro primeiro eles vendam seus olhos, então eles não conseguem localizar onde estão, ou uma forma de escapar.
Quando eles são movidos de uma célula para outra, é pedido que fiquem em postura fetal, então eles têm que inclinar o corpo para baixo para então algemar as mãos atrás das costas, desta forma os guardas afirmam demonstrar que estão no controle.


Atualmente, esta prisão tem 700 presos, embora sua capacidade seja de 1.600 internos, estima-se que estes 700 tenham cometido cerca de 4 mil assassinatos.
Durante as 24 horas eles estão sob vigilância e isolados, normalmente não compartilham uma cela e, se necessário, compartilham com apenas uma outra pessoa.
Cada cela tem um espaço muito pequeno, elas também têm barras duplas e, portanto, não podem se enforcar, elas também são reforçadas com três portas de aço, de modo que “escapar” parece ser uma missão impossível. 


A cada 15 minutos são feitas rondas para verificar se os prisioneiros não estão sentados ou deitados, pois só devem fazê-lo quando lhes seja concedida permissão. 


Durante o dia todo eles têm apenas uma hora e meia para aproveitarem para se exercitar ou andar de um lado para outro em uma cela maior, pois vale ressaltar que não há pátio no local para se distrair como em outras prisões, além disso, a vigilância está concentrada ali para impedir o contrabando e para que os prisioneiros cumpram as regras. 


Durante o dia eles são alimentados quatro vezes, mas sempre com o mesmo menu; sopa e pão. Regularmente, os guardas estão checando as celas para evitar qualquer anomalia.


O único contato com o mundo exterior que eles podem ter é através de livros, jornais e um rádio. Quando os oficiais da prisão fazem um comando para os presos, eles devem responder com as palavras “sim, senhor”. 


O que você acha sobre as regras desta prisão? Você gostaria que seu país tivesse uma igual? Deixe sua opinião! 

Informações: infoabe via Porque No Se Me Ocurrio
Imagens: Reprodução
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário