Páginas

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Mãe entra em desespero quando filho de 3 anos desaparece. No dia seguinte, estranho vê perna no mato.


O pequeno Dyton Logalbo, de três anos, estava brincando no jardim da fazenda onde mora com os pais, sua mãe o observava enquanto fazia a jardinagem. Porém, as coisas pioraram quando o garotinho de repente desapareceu em um campo de milho próximo. 






O que era uma bela tarde terminou em pânico absoluto – a busca pela criança de três anos seria extremamente dramática. 


Não havia nenhuma pista quando sua mãe foi procurá-lo. Ela gritava seu nome, mas não obtinha nenhuma resposta. Desesperada, ela entrou no matagal, em pânico, apenas para chegar à conclusão de que ele não estava em lugar algum. 


Uma preocupação extrema tomou conta daquela mãe. Os campos de milho são conhecidos por serem densos e (os pés de milho neste campo em particular tinham dois metros de altura) é quase impossível ver algo mais do que alguns palmos à frente do rosto. Ela ligou para o chefe de polícia local, que por sua vez lançou uma busca por Dyton. O menino precisava ser encontrado e logo. 


Bombeiros, drones, cães e dois helicópteros foram usados na operação de resgate, mas depois de várias horas não havia qualquer sinal de Dyton. A notícia de seu desaparecimento se espalhou rapidamente e, em pouco tempo, 600 pessoas se envolveram na busca. 
Eles vasculharam o campo de milho procurando por ele. Vinte horas depois, eles fariam uma descoberta repentina. 


Um voluntário que passava pelo campo viu uma perna no meio do matagal. O homem, Tom Andraschko, deu uma olhada mais de perto… e lá estava Dyton, de 3 anos, sentado sozinho, com medo e vulnerável. 


De acordo com informações do The Washington Post, Andraschko disse: “[Eu] Fiquei feliz de vê-lo sentado, e ele parecia seguro e estava bem. Ele estava apenas com medo. Muito assustado”. 


Dyton recebeu água e comida antes de ser levado ao hospital. Ele estava com frio e aterrorizado depois de tanto tempo sozinho, mas estava são e salvo. 


A busca, que durou mais de 20 horas e foi um pesadelo para a família Logalbo, que finalmente chegou a um final feliz. 
Essa história serve como um lembrete para as pessoas sempre tomarem as maiores precauções quando se trata de crianças pequenas. Elas podem – e irão – sumir se tiverem a chance. Por sorte, Dyton foi encontrado antes que as coisas se tornassem ainda piores. 

Informações: The Washington Post Via Newsner 
Imagens: Inside Edition 
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário