Páginas

sexta-feira, 2 de março de 2018

Ninguém entendia porque esta menina ficava com feridas no rosto. Então a mãe lembra um detalhe de 8 meses antes.


Após comemorar seu segundo aniversário ao lado da família, a filha de Savina French-Bell, Sienna Duffield, ficou com umas erupções estranhas em seu rosto. Neste momento, começava o pesadelo de sua família. Os médicos levaram oito meses para descobrir o que estava por trás da terrível erupção cutânea de Sienna. 




"Começou a parecer que alguém jogou ácido sobre o rosto dela, que se espalhou da boca para as bochechas e acima de seus olhos", disse a mãe Savina ao Inside Edition. 
A condição de Sienna piorou até o ponto em que seu rosto estava coberto de bolhas dolorosas que sangraram quando estouravam. A mãe descreve que era como se o rosto de sua filha estivesse sendo comido vivo. 


As roupas da garotinha estavam constantemente sangrando e ela teve dificuldade em comer por causa da dor que sentia na boca. A mãe muitas vezes relutou em sair com a filha devido aos olhares estranhos e comentários cruéis. 


Inicialmente, os médicos achavam que as erupções cutâneas de eram causadas por eczema ou alergia, mas nenhum dos medicamentos que prescreviam fazia efeito. A situação se agravou tanto que Sienna foi hospitalizada. Ela não podia mais comer e os médicos tiveram que mantê-la alimentada através de uma sonda. 


Por oito meses, Sienna sofreu muito com a condição. Desesperada e obstinada a descobrir a causa, a mãe de Sienna percorreu com cuidado os eventos que antecederam a erupção cutânea de sua filha. Foi só então, oito meses após o primeiro incidente, que Savina lembrou que um parente tinha dado um beijo em Sienna. 
Então, descobriram que esse parente tinha herpes. 


A criança havia sido infectada pelo vírus do herpes simples tipo 1. Por fim, os médicos poderiam fornecer o tratamento certo. Em breve, a pele de Sienna curou e ela pôde comer de novo. 
"Nos últimos meses, o rosto de Sienna parecia incrível e a infecção não retornou", disse Savina. "Sempre há uma chance de voltar, mas mantenho os dedos cruzados para que não aconteça e sua pele permanecerá tão boa quanto agora. É ótimo poder sair e não receber comentários horríveis de ninguém”. 


A mãe agora quer advertir outros pais para não deixar ninguém beijar seus filhos. Embora não seja visível, qualquer pessoa pode carregar herpes e crianças pequenas podem ser muito sensíveis ao vírus. 
Em alguns casos extremos, herpes em crianças pequenas pode até levar a morte. Compartilhe essa informação com seus amigos que têm filhos pequenos, que estão grávidos e até que tem planos de engravidar. Todo cuidado é pouco, e todos devem ficar atentos. 

Informações: Newsner
Imagens: Youtube
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário