Páginas

quarta-feira, 14 de março de 2018

Esta mãe usa um saquinho na barriga todos os dias. Com confiança, ela conta sua história para o mundo.


Todos nós temos certas coisas que não gostávamos de compartilhar com outras pessoas, e isso é absolutamente natural. Se fizéssemos uma lista sobre os temas mais delicados, no topo estariam doenças e função intestinal. Mencionar ou apenas falar sobre seus problemas corporais pode deixar muitos de nós perturbados. 





Mas a protagonista da história de hoje não se enquadra dentre essas pessoas. Se você olhar para Krystal Miller, de 32 anos, da Austrália, você pensa que ela é uma jovem mulher normal e saudável, mas na verdade, ela sofre de uma doença terrível e está trabalhando duro para quebrar o tabu que é falar sobre ela. 


Com apenas 15 anos de idade, em plena adolescência, a jovem Krystal foi diagnosticada com a doença de Crohn, uma doença inflamatória séria do trato gastrointestinal. Ela afeta predominantemente a parte inferior do intestino delgado e intestino grosso, mas pode afetar qualquer parte do trato gastrointestinal. 


A condição é muito agressiva e causa dores de estômago crônicas, diarreias e movimentos intestinais extremamente dolorosos. Os médicos não têm total certeza da causa, mas sabem que é uma doença autoimune, que realmente interfere em ter uma vida normal. Os medicamentos disponíveis atualmente reduzem a inflamação e habitualmente controlam os sintomas, mas não curam a doença. 


A doença de Crohn fez uma reviravolta na vida de Krystal. Ela está sempre cansada, mesmo após 15 horas de sono. Uma saída para jantar com os amigos era uma tortura, pois ela sempre tinha que correr para o banheiro com medo de ter um "acidente". Às vezes, ela tinha que ir 6 vezes por hora ao banheiro. Ela tentava rir das brincadeiras dos amigos, mas por dentro, ela já estava cansada de estar doente. 


Ela descreve a sensação como "ter uma constante infecção alimentar". Levou muito tempo para ela aceitar sua condição. Mas agora ela veio a publico, criou uma página no facebook e posta regularmente sua experiência com a doença, na intenção de ajudar e empoderar outras pessoas na mesma situação. 
"Quando eu fui diagnosticada, eu fiquei realmente desconfortável. Se alguém fosse ao banheiro depois de mim, eu queria chorar de tanta vergonha". No início, ela não conseguia suportar e fez o possível para esconder a doença. Lentamente, Krystal foi ficando cada vez mais isolada. 
E as coisas pioraram. Quando fez 22 anos, a doença ficou tão séria, que ela teve que ter uma grande parte do seu intestino removida. Os médicos decidiram dar a ela uma "saída" artificial. Isso significa que Krystal tem um buraco em sua barriga, com uma bolsa de colostomia acoplada a ele. 


Como já não consegue controlar seu intestino, tudo o que seu corpo não precisa vai para esta bolsa. Primeiro ela ficou muito chateada. Mas depois, ter a bolsa virou uma libertação para ela. Ela não queria mais se esconder, pelo contrário, ela queria dividir sua vida, sua bolsa e tudo mais com o mundo. 


Ela se auto apelidou de "Moça da Bolsa" e começou a compartilhar detalhes muito honestos e fortes sobre sua vida - os momentos bons, ruins e feios. 



Ela postou sobre achar desafiador se sentir uma mulher atraente, a dificuldade de ter um filho após anos sem "fazer força" e o homem maravilhoso que ela tem em sua vida, que ficou ao seu lado nas horas boas e ruins. 


Krystal ensinou desde cedo aos filho que a mãe deles é “diferente” em alguns aspectos, mas também ensinou que é bom ser diferente e que as diferenças dos outros devem ser respeitadas. 



Krystal é, sem dúvida nenhuma, uma mulher incrivelmente corajosa e uma mãe exemplar. Suas postagens mostram ao mundo que é possível superar tudo com um pouco de força de vontade. 

Informações: Não Acredito 
Imagens: Facebook Bag Lady Mama 
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário