Páginas

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Lutador aparece com dor em entrevista e perde a vida logo após vencer luta


O mundo do boxe esta de luto com a morte repentina de um lutador. Scott Westgarth ganhou uma importante luta contra Dec Spellman. A vitória do boxeador veio por pontos depois de dez rodadas com golpes e trocações brutais. Até aí, nada além do que é normal em uma luta de boxe. 






No entanto, depois de vencer o combate, o britânico de 31 anos foi dar uma entrevista onde comemorou sua sétima vitória em dez lutas na carreira, incluindo duas por nocaute. Mas, claramente alguma coisa parecia não ir bem. Demonstrando estar com dores, peso-pesado estava segurando a cabeça enquanto o repórter fazia as perguntas. 


Depois do término da entrevista Westgarth passou mal na Arena Doncaster Dome e foi rapidamente levado ao hospital pelos paramédicos. 
A confirmação de sua morte veio através do perfil de seu empresário Stefy Bull, no Twitter. A suspeita é de que ele teve hemorragia cerebral em decorrência dos golpes que sofreu durante a luta. 
"Deus abençoe Scott Westgarth por promover um show no boxe, um jovem que perdeu a vida fazendo um trabalho que ama, não tenho palavras. Os pensamentos vão para sua família e sua equipe. Estão sendo os dias mais difíceis, não faço ideia do que fazer para seguir em frente", disse Bull. 


O empresário Eddie Hearn, que trabalha no mundo do pugilismo, também lamentou a morte do atleta, assim como outras personalidades. "Nossos pensamentos e condolências estão com a família de Scott Westgarth, que ele descanse em paz", publicou Hearn no Twitter. 


Até Dec Spelman, que perdeu a luta, também se pronunciou nas redes sociais. "Estou absolutamente despedaçado e sem palavras, com medo, estou rezando pela família de Scott e que as pessoas próximas a ele fiquem tranquilas. Um abraço, meu amigo". 


Após a morte de Westgarth, o British Boxing Board of Control (BBBofC) insistiu que a segurança no esporte melhorará apesar do trágico resultado. 


"Somos uma das comissões mais avançadas do mundo em relação a aspectos médicos", disse o secretário-geral da BBBofC, Robert Smith. 


"Algumas pessoas não gostam de nós porque dizem que somos muito rigorosos. Este é um esporte difícil e tentamos torná-lo o mais seguro possível, mas você não pode torná-lo 100% seguro”. 

Informações: Mirror, Daily Mail, IG e Estadão 
Imagens: facebook / boxing social 
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário