Páginas

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

ALERTA! Estudo sobre moscas se espalha no mundo após mostrar que elas carregam bactéria que gera úlcera e gastrite


É sabido por todos que a presença de moscas normalmente não é um bom sinal. Isso porque elas são geralmente associadas à anti-higiene, alimentos apodrecidos, lixo e fezes, basicamente com tudo que existe de repugnante. No entanto, acontece que elas podem ser muito mais perigosas do que pensávamos. 





Um novo estudo publicado no Scientific Reports descobriu que as moscas são um paraíso positivo para as bactérias, pois transportam centenas de espécies diferentes nas asas e pernas, depositando-as onde pousam, sejam as superfícies da sua cozinha ou em alimentos. A grande questão é que essas bactérias podem ter um impacto significativo na saúde humana e, como resultado, os autores do artigo argumentam que as organizações de saúde têm negligenciado o papel que os insetos podem desempenhar nos surtos de doenças. 
"As pernas e as asas mostram a maior diversidade microbiana no corpo da mosca, sugerindo que as bactérias usam as moscas como os transportes aéreos", explicou Stephan Schuster, que co-autorizou a pesquisa. "Pode ser que as bactérias sobrevivam a sua jornada, crescendo e se espalhando em uma nova superfície. De fato, o estudo mostra que cada passo de centenas que uma mosca dá deixa uma trilha de colônias microbianas, se a nova superfície suportar o crescimento bacteriano". 
Para o estudo a equipe sequenciou microbiomas de 116 moscas domésticas de três diferentes continentes, a fim de construir uma imagem da diversidade dos micro-organismos que vivem nos insetos. Eles descobriram que, em geral, as criaturas abrigavam mais de 600 diferentes tipos de bactérias, a maioria delas responsáveis por causar danos à saúde humana. Curiosamente, eles descobriram que as moscas de amostras colhidas em estábulos tinham uma menor diversidade de bactérias em seus corpos do que as de ambientes urbanos. 


Já era comprovado que as moscas podem transmitir doenças, mas até agora os cientistas não tinham ideia do quão extenso isso poderia ser. Por exemplo, os pesquisadores descobriram 15 moscas que levavam a bactéria Helicobacter pylori, que é conhecida por causar úlceras estomacais e gastrite em seres humanos. Até agora, as moscas nunca antes foram consideradas um vetor para essa espécie de bactéria. 
Agora, os pesquisadores alertam que você escolha melhor o local de um piquenique, preferindo uma floresta a um local como um parque no meio da cidade. Isso porque, o estudo indica que moscas urbanas costumam apresentar mais patógenos do que as que foram encontradas em zonas rurais. Isso sugere que o número de bactérias presentes nos insetos aumenta em ambientes onde há maior concentração de pessoas. 



Gostou da informação? Compartilhe com seus amigos e familiares para que todos fiquem sabendo para poder se proteger. 

Informações: IFL Science 
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário