Páginas

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Mãe para de alimentar a filha e em seguida a abandona por não aceitar sua condição, então avô faz o inacreditável para mantê-la viva.


É sempre muito perturbador, para todos nós, ler histórias a respeito de pais que negligenciam e abusam de suas crianças. Essa, em especial é tão perturbadora quanto emocionante.








Essa história aconteceu no ocidente da Índia quando uma bebê de duas semanas de idade foi abandonada por seus pais – por causa de uma rara doença de pele. Eles pararam de alimentá-la e lentamente a criança foi morrendo de fome. Então, seu avô entrou em cena e fez o que era certo.


A pequena garota nasceu na 24a semana de gravidez, um número muito inferior ao ideal de 39 semanas. Embora fosse bastante prematura, ela sobreviveu ao nascimento. Mas seus pais não quiseram ficar com a bebê – por conta de sua doença de pele. A garota tinha a pele bastante enrugada por causa de uma anormalidade cromossômica. De acordo com o seu avô, Dilip Dode, os pais estavam tão envergonhados que escolheram abandoná-la – com apenas duas semanas de vida.
As pessoas próximas à família não reagiram bem quando viram a bebê. Infelizmente, a vasta maioria disse coisas terríveis a respeito da garotinha.
Para os pais Mamata e Ajay Dode, foi muito. Eles não podiam lidar com o fato de que sua filha parecia diferente. Então eles fizeram o impensável – eles pararam de alimentá-la. Sua vida foi colocada em grave perigo. Seu avô Dilip tentou conversar com os pais várias e várias vezes, mas não teve sucesso.
“Não é culpa dela ter nascido diferente e eu não vou abandoná-la por causa da doença. É realmente desanimador até mesmo seus pais a rejeitarem, mas eu irei até onde for preciso para salvá-la “, ele disse a Liftable.


Dilip decidiu fazer a única coisa certa. Ele alimentou a neta com leite de cabra até que ela ficasse forte. Então ele a levou ao hospital, onde ele ficou ao seu lado dia e noite. Ele está fazendo tudo que pode para garantir que ela cresça saudável e forte. O hospital também se ofereceu para pagar os custos do tratamento dela.
“Nós estamos determinados a cuidar da bebê, nós vamos mantê-la no hospital por muito tempo, disse o CEO do hospital.
Realmente, mesmo sendo triste, essa história nos faz voltar a pensar que vale a pena acreditar nas pessoas. Esperamos que ela se recupere e que quando crescer possa multiplicar toda essa empatia e amor que recebeu quando mais precisava.

Informações: Newsner
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário