Páginas

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Pais negros ficam assustados quando seu bebê nasce com pele clara e cabelo loiro


Assim como a maioria dos pais que esperam a chegada de seu bebê, Francis e Arlette Tshibangu aguardavam ansiosamente a chegada do seu segundo filho ao mundo.











Porém, quando seus médicos o entregaram após o parto, os novos pais ficaram chocados. Ele tinha nascido com pele branca e cabelo loiro. O pai do bebê, Francis Tshibangu, admitiu: “Meu primeiro pensamento foi, Jesus, será que ele é realmente meu filho?”



O casal ficou ainda mais confuso quando os médicos explicaram que seu filho não era albino.
Francis Tshibangu e sua esposa, Arlette, já tinham um filho de dois anos de idade.
De muitas maneiras, a crianças é muito parecida com seus progenitores, tanto em sua aparência como em sua personalidade. Como seus pais, o irmão estava ansioso para a chegada do novo membro da família.
Daniel veio ao mundo no Leicester Hospital, no Reino Unido, em 2011. No entanto, todos no quarto do hospital naquele dia ficaram surpresos.
“Fiquei de queixo caído. E pude ver como os médicos se entreolhavam e se perguntavam se a criança poderia realmente ser minha”, disse Francis ao tabloide britânico Daily Mail.
“Arlette e eu nos olhamos e eu sabia. Eu sabia que ele era meu. Nós somos casados ​​há três anos e nunca houve qualquer questão de infidelidade. Mas quando vi a pele branca, foi uma surpresa”.


Francis Tshibangu, que era estudante de sociologia na época, compartilhou mais sobre o nascimento.
“A primeira reação dos enfermeiros deve ter sido que Arlette teve um caso. O rosto dele era branco, mas eu tinha certeza de que ele era meu filho. Enquanto eu me abaixei e o beijei, olhei melhor e pude ver que ele se parecia comigo e com a mãe. Ele tem o nariz e os lábios da minha esposa. Tudo o que podemos dizer é que Daniel é o nosso milagre e, apesar de ter ficado chocado com a pele branca, nos sentimos muito abençoados. Ele é bonito.".
Sua esposa de 25 anos, Arlette, acrescenta: “A reação ao bebê foi uma mistura de choque e silêncio”.
“Eu olhei para Daniel. Os rostos de médicos e enfermeiros diziam tudo. Todos se perguntavam por que eu tinha dado à luz um bebê loiro”.
Mas quando a enfermeira colocou seu pequeno corpo rosa nos braços de Arlette, ela sabia que estava conectada a ele para sempre.


“Assim como qualquer mãe que acabou de dar à luz uma criança, eu me preocupava mais se ele estava saudável”.
O Sr. Tshibangu acrescentou: “Eu sei que haverá alguns que dirão que minha esposa foi infiel. Mas confio nela completamente e sei que não é esse o caso”.
A família, que vive na Grã-Bretanha há mais de 10 anos, é originária do Congo. Eles atualmente moram em Leicestershire, Inglaterra.


Mas, se o bebê não tem albinismo, de acordo com os médicos, por que ele parece do jeito que é? A resposta pode estar em um caso parecido que ocorreu na família.
O casal começou a pesquisar e eles descobriram algumas histórias familiares que poderiam estar relacionadas. Os pais do bebê acreditam que a cor da pele de Daniel pode ter sido herdada de uma avó no lado da família de Arlette. De acordo com parentes, ela também nasceu um bebê de pele clara.
“Já faz seis gerações e nem sabemos se é verdade”, diz Francis.
A família optou por não procurar saber mais. Em vez disso, querem se concentrar em dar a seus meninos uma infância segura em uma casa cheia de amor.
“Pode haver algumas pessoas que pensam que o roubamos, como ‘Por que um casal negro tem essa criança branca? ’”, diz Francis. “Mas para nós, a cor da pele não é crucial. O mais importante é que temos um garoto saudável e que amamos acima de tudo”.
Concordamos do fundo do nosso coração. Uma pessoa não é definida pela cor da pele. Nós todos pertencemos a toda a mesma “raça” – a raça humana!

Informações: Newsner
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário