Páginas

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Mulher apanha do marido a cada curtida recebe no Facebook


A paraguaia Adolfina Camelli Ortigoza, de 21 anos, foi mantida em cativeiro dentro de sua própria casa pelo marido, Pedro Heriberto Galeano, de 32 anos. Com ciúmes da mulher, Pedro a prendeu durante doze dias, ameaçando-a. 








A violência começou quando ele investigou a conta do Facebook dela, suspeitando que ela o traía com outro homem, fato que foi negado diversas vezes pela vítima. O marido batia em Adolfina toda vez que via alguém curtindo ou elogiando fotos da paraguaia na rede social. Ela ficou com o rosto desfigurado e teve de passar por cirurgias de reconstrução facial.


A vítima só foi solta do cativeiro depois de conseguir denunciar a violência a amigos, por meio de mensagens de telefone, num "descuido de Pedro" no cativeiro. Eles ligaram para oficiais e o homem acabou preso. 


A polícia apurou que Pedro tinha surtos de violência quando notava que alguém dava um "like" em uma imagem dela na conta de Adolfina no Facebook. Ele dava socos em seu rosto e a espancava, de acordo com Arnaldo Martinez, advogado da paraguaia. 


"O agressor não aguentava ver alguma pessoas elogiando as fotos de Adolfina, mesmo que fossem amigos dela", disse o advogado Martinez a emissoras locais.
A loucura era tamanha, que o marido chegou a se passar por ela para tentar flagrar homens que a assediavam. Ele ainda controlava outras redes sociais da esposa e batia nela sempre que via alguém dando curtindo suas fotos.


Pedro agredia a mulher alegando que ela postava fotos "para se exibir". A cada curtida, ou emojis de coração, Adolfina era agredida com ainda mais violência pelo marido. Ele batia nas costas, nos braços e nas pernas. Dava chutes e espancava a mulher até que ela estivesse no chão. Os amigos que curtiam as fotos de Adolfina não tinham ideia que os likes deixavam o marido ainda mais truculento e destrutivo.





O rosto da vítima ficou tão desfigurado que nem ela conseguiu se reconhecer ao dar entrada no hospital, ela foi submetida a cirurgias no septo nasal e na boca.


Pedro Galeano, o marido, foi preso e acusado de violência contra a mulher, privação de liberdade e tentativa de feminicídio. Ele pode pegar até 30 anos de prisão pelos crimes cometidos contra sua esposa.


Informações: R7
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário