Páginas

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Homem que afirma ter sobrevivido sem comida e água por 70 anos deixa o hospital como herói


Acredita-se que os alimentos e a água são as necessidades básicas da vida. Mas esse fato foi provado errado por um homem de 82 anos, chamado Prahlad Jani, que afirmou sobreviver sem alimentos e água por 70 anos. 







Prahlad Jani saiu de casa quando tinha 7 anos e passou a vagar pelas florestas do oeste indiano. Aos 11 anos, teve uma experiência mística que o libertou da vontade de comer e beber. Segundo ele, a deusa Amba teria lhe dado poderes de sobrevivência e em agradecimento, Jani passou a se vestir com os trajes das mulheres devotas de Amba, pintando até as unhas.


Este homem era considerado um “Respiratorianismo" que pode viver sozinho através de uma "força vital espiritual". Suas reivindicações também foram apoiadas por um médico indiano que se especializou em estudos de pessoas que reivindicaram habilidades sobrenaturais. No entanto, ele foi apontado como uma fraude por outros.


Prahlad Jani aceitou ser submetido a uma investigação em um instituto de pesquisas médicas, onde ficou isolado em um pequeno quarto, com câmeras que o filmavam dia e noite. O quarto era observado permanentemente por grupos de médicos, que a cada três horas recolhiam amostras do sangue de Jani. A pesquisa durou cerca de 10 dias, onde Jani em momento algum bebeu água nem comeu nada, nem evacuou ou urinou.


O eremita indiano passava o tempo andando pela sala, orando e meditando. De tempos em tempos, tomava banho em uma bacia. Sem que tivesse sido avisado, a quantidade de água do banho era medida antes e depois da higiene, a fim de que os médicos se certificassem que ele não estava consumindo a água.
Durante o experimento Jani falava animadamente e demonstrava vigor físico, tanto na aparência, quanto nos exames sanguíneos, que mostravam índices normais.


O resultado do experimento foi inconclusivo, uma vez que nenhum dos médicos pesquisadores conseguiu construir alguma hipótese que justificasse, dentro do conhecimento atual da ciência médica, como Jani estava se nutrindo.
Jani afirmou que se alimentava de luz, quando olhava diretamente para o sol durante vários minutos por dia, muito embora os médicos assegurem que esse perigoso hábito danifica a retina e pode causar cegueira. Jani afirmou ainda que um orifício surgiu misteriosamente no céu da boca e quando ele olha para o sol, um tipo de gosma adocicada escorre do orifício para dentro de sua boca, alimentando-o. Uma médica presente introduziu um dos dedos na boca do iogue e comprovou a existência de uma fenda no palato e da substância pegajosa que escorre dela.
Jani deixou o hospital como um herói para seu pequeno grupo de seguidores, que o acompanharam até a caverna onde vive em meditação, na periferia de uma cidade próxima.


Médicos dizem não poder confirmar as alegações dele de que não come ou bebe há décadas, mas a observação do seu feito no hospital pode ajudar no aprendizado sobre o funcionamento do corpo humano.
É provável que os médicos queiram examinar Jani novamente para resolver o mistério.

Informações: Unbelievable Facts, BBC e Wikipédia
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário