Páginas

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Homem cuida de namorada em coma por 8 meses e quando ela desperta faz revelação terrível


Após ter sofrido uma grave lesão na cabeça em 2014, a chinesa Lin Yingying, de 22 anos, ficou em coma por aproximadamente 08 meses.









O namorado da garota, Liu Fenghe, de 25 anos, foi quem ficou ao seu lado por todo esse tempo e foi chamado por muitos de “herói”, por ter gasto cerca de 200 mil yuanes (em torno de R$ 83.500) em despesas hospitalares ao longo de seu tratamento, além de todo cuidado que teve para com a amada.


No entanto, para o espanto de todos, o jogo virou completamente!
Quando Lin finalmente recuperou a consciência, ela declarou que o motivo de estar naquela situação tinha um nome: Liu Fenghe. Tão rapidamente, o homem passou de herói para vilão.


Segundo o tabloide britânico Mirror, a garota teria dito que o namorado, dono de uma pequena padaria, a agrediu na cabeça com um rolo de cozinha após ela ter deixado um lote de pão queimar, levando-a a um estado vegetativo. Lin também garantiu que havia sido espancada por Liu diversas vezes antes desse episódio.


Liu se tornou centro das atenções na mídia chinesa em setembro de 2014, quando foi a publico pedir dezenas de milhares de libras a fim de custear o tratamento de sua namorada que encontrava-se em coma. Na época o rapaz ainda garantiu que, se necessário, ficaria ao lado da cama de Lin para sempre. Exaltado como um modelo de “amor verdadeiro”, o relacionamento tocou o coração de muitas pessoas da cidade de Dalian, onde viviam.
No entanto, a revelação inesperada chegou quando o pai de Lin revelou a polícia que a condição da filha teria sido causa pelo namorado, dando fim ao conto de fadas que deu origem a uma história sinistra, que só foi confirmada pela vítima três meses depois de ela ter acordado do coma e recobrado a consciência.


Com medo de desmascarar Liu, ela manteve silêncio sobre as agressões por algum tempo, já que ele a teria ameaçado. Segundo Lin, a decisão de ficar à beira de seu leito por todo esse tempo foi por culpa, e não por compaixão e amor, como todos acreditavam.

Informações: Mirror
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário