Páginas

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Paquistanesa com condição rara chama a atenção da internet ao mover a cabeça em 180 graus



Afhseen Qumbar nasceu em Mithi, no Paqustão e é portadora de uma anomalia muscular no pescoço, implicando em algumas restrições para se mover e fazendo com que possa girar sua cabeça em até 180 graus.











A condição significa que Afhseen não pode caminhar corretamente e restringe-se a posição sentada. Ela também precisa de ajuda para comer e usar o banheiro.
As crianças de sua aldeia têm medo dela e os adultos acreditam que sua condição é o resultado de pecados cometidos. Ela não vai à escola e seus únicos amigos são seus seis irmãos. 


Seu pai, Allah Jurio, de 55 anos, e a mãe Jameelan, 50, dizem que consultaram vários médicos locais, mas disseram que não podem fornecer tratamento para uma condição tão rara.


O casal atingido pela pobreza, que necessita da ajuda financeira de seu filho mais velho, não tem dinheiro ou recursos para levar sua filha para obter ajuda especializada.
Jameelan disse: "É devastador ver minha filha assim. Não posso mais vê-la sofrer. Nenhum dos médicos aqui consegue diagnosticar sua condição. Eles nos aconselharam a levá-la ao Centro Médico Jinnah Post Graduate em Karachi. Mas não temos dinheiro ou recursos para bancar o tratamento em um hospital maior”.
Afhseen nasceu um bebê normal como seus outros seis irmãos, mas sua vida mudou depois que ela completou oito meses de idade.
Segundo sua mãe, quando Afhseen tinha oito meses de idade, ela caiu no chão quando estava brincando e machucou o pescoço. Sua condição foi, inicialmente, ignorada pela família devido a falta de dinheiro, mas costumavam leva-la a um curandeiro local, mas a menina nunca melhorou.


À medida que a garota crescia, seus problemas tornavam-se cada vez mais complicados. Ela não consegue manter a cabeça erguida e muitas vezes se queixa de dores no pescoço.
Jameelan e Jurio trabalham em fazendas familiares e não têm trabalho diário. Por isso, dependem do filho mais velho Mohmad Yaqoob, de 25 anos, que trabalha em uma loja privada e ganha menos de R$ 850 por mês, e arca com as despesas domésticas da família.
Jameelan desabafa: "Nós temos que carregá-la para todos os lugares como um bebê, mas ela tem nove anos, como vamos carregá-la quando crescer ainda mais?"
A condição incomum de Afhseen fez com que ela vivesse excluída do convívio social, porque ninguém se aproxima dela.
Jurio disse: "As pessoas dizem coisas ruins sobre nossa filha. Muitas vezes eles riem dela. Isso realmente nos faz mal. Não podemos tolerar as atitudes e a discriminação das pessoas”.
Os médicos acreditam que Afhseen sofre de um caso raro de distúrbio muscular ou anomalia na coluna vertebral, mas sugerem que apenas um exame minucioso pode revelar a causa.
Desesperados, os pais de Afhseen pediram ajuda do governo do Paquistão.
"Se o governo entrar em busca de ajuda, nossa filha pode viver uma vida normal. Ainda tenho tantas esperanças e sonhos para o Afhseen. Eu quero vê-la ir à escola e brincar com outras crianças. Eu quero vê-la a viver uma vida normal e espero que meu desejo seja cumprido um dia”, disse Jurio.

Informações: Daily Mail
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário