Páginas

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Menina de 7 anos abandona sua cadelinha com uma cartinha triste e emociona internautas


Lamentavelmente, muitos países da América Latina enfrentam um problema que parte o coração de seus habitantes diariamente: os animais abandonados. Centenas de cães e gatos perambulam pelas ruas das cidades com tristeza e cansaço. Mas existem pessoas que estão dispostas a dar a esses animais uma vida melhor. São pessoas que os resgatam de maneira independentes e que os ajudam com seus próprios recursos.






As mexicanas Paty Suale e Naly Ramírez, de Tijuana, fazem parte de um grupo de protetores independentes com um coração enorme. Paty e Naly já salvaram muitos cães de uma vida terrível na ruas, mas há algumas semanas, se viram em uma situação difícil de acreditar. Quando Naly abriu a porta de sua casa, encontrou uma caixa. Um bilhete colocado em seu interior respondeu todas as suas perguntas e a deixou com lágrimas nos olhos:

"Olá, me chamo Jazmín e essa é Cristalita. Eu tive que deixá-la em sua porta porque me disseram que você cuida de animais que não têm casa, e ela já não vai ter uma casa porque meus pais não a querem, porque ela não é de raça. Como minha mãe e meu pai iam colocá-la na rua, é melhor que eu a deixe com você, para que ela não passe frio e tenha comida. Eu não pude cuidar dela, tenho só 7 anos e não me dão muita mesada para sua comida. Cuida bem dela, por favor, te deixo 8 pesos. Diga a ela que a amo."


É inacreditável que alguém tenha a coragem de colocar um animal na rua pelo simples fato de não ser de raça. Dá pena imaginar essa garotinha arrasada e sem poder agir, tendo que se despedir de sua amiguinha, pois essa foi a única maneira que encontrou para que ela continuasse viva. 


Claro, Naly se responsabilizou por Cristalita; uma amiga dela irá arcar com os gastos veterinários e quando a pequena estiver pronta, será colocada para adoção. Com um pouco de sorte, ela encontrará uma família que a ame muito. Infelizmente, a garotinha que escreveu essa cartinha não conseguirá esquecer esse terrível episódio. Talvez depois que a história de Cristalita tenha viralizado, esses pais tenham se dado conta do seu erro e entendido que todos os animais têm o direito de viver e receber carinho, independente de sua raça. Mas, que bom que existem pessoas dispostas a ajudar os animais carentes.

Informações: Perfecto.guru via Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário