Páginas

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Trabalhador fica com corpo todo deformado após cometer erro grave durante mergulho no oceano


A história do peruano Alejandro Ramos Martinez é chocante e triste. O homem, que costumava trabalhar como mergulhador procurou uma rede de televisão no Peru, a América TV, para pedir ajuda. Há quatro anos, ele sofreu um acidente durante seu ofício, que quase lhe custou à própria vida. 




Martinez trabalhava com frutos do mar e mergulhava a costa do país sul-americano em áreas profundas, porém, em um dessas viagens ao fundo do oceano, ele cometeu um erro quando voltou à superfície muito rápido, fazendo com que o nitrogênio deixasse de ser solução e se tornasse bolhas dentro de seu corpo fazendo os músculos incharem. O efeito é conhecido como doença de descompressão, e é um dos perigos mais temidos pelos mergulhadores.


Além do visual, digamos, "deformado", Martinez convive com dores fortíssimas e constantes. Ele ficou hipertenso, com manchas na pele, dores de cabeça, tosse, tonturas e náuseas, sendo alguns efeitos colaterais que ele tem frequentemente, fora outros danos que o peruano ainda pode vir a ter, como danos cerebrais e paralisia. 


Naturalmente, seu peso também aumentou, a balança marca 30 kg a mais e por enquanto ainda caminha com dificuldade. Martinez foi forçado a abandonar o emprego e passou a ser submetido a tratamentos de oxigênio em uma câmara pressurizada, mas, 04 anos depois do acidente os médicos conseguiram eliminar apenas 30% da substancia em seu corpo.


O caso de Martinez é considerado único pelos médicos do Peru, que se esforçam para tentar reverter a situação e garantem que uma cirurgia para remover o nitrogênio não é tão fácil quanto possa parecer.

Informações: Metro / R7
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário