Páginas

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Turista que provocou urso por causa nobre é arrastado para dentro da jaula do animal




Naiphum Promratee, 36, pendurou tigelas de arroz no recinto do animal usando corda enquanto visitava o templo na província rural de Phetchabun, na Tailândia. Mas ele irritou o urso que estava de pé nas patas traseiras e o arrastou para o recinto, deixando-o inconsciente antes de arrancar a carne com os dentes.




As filmagens mostraram que os espectadores tentavam em vão afugentar o urso enquanto atacava Promratee.







Seus amigos bateram no urso com bastões e jogaram água fria, sem sucesso. O urso continuou a morder e arranhar Promratee por quase um minuto antes de começar a arrastá-lo através do recinto empoeirado. Mas um do grupo correu para o recinto e golpeou o urso em sua gaiola com um poste enquanto amigos resgatavam Naiphum.




No dia anterior ao ataque, o chefe abade do templo de Wat Luang Phor Lamai disse que algumas das criaturas estavam "com fome" porque não receberam comida suficiente.
Os serviços de emergência chegaram logo após as 11 horas locais e levaram o homem ensanguentado para o hospital, onde ele agora está se recuperando e já consegue falar.



Bpae Permpoonsap, 60, do serviço de resgate, disse: "Recebemos um relatório hoje de um ataque de urso às 11h10”.
"O urso estava entre outras criaturas criadas por monges no templo. O homem tinha ido ao templo com quatro ou cinco amigos e ele estava brincando com o urso”.
"Ele o puxou para dentro e atacou-o. Chegamos e encontramos o homem gravemente ferido. Ele estava com seus amigos e queria alimentar o animal”.
Os monges mantêm cerca de duas dúzias de javalis em um pequeno cerco e um urso em uma gaiola que eles cuidam e permitem que os visitantes alimentem.
Bpae disse que os javalis estavam afastados em um campo próximo, enquanto o urso vagava ao redor do cerco enquanto era alimentado.
Promratee disse ter feito a viagem ao templo depois de ouvir sobre a situação das criaturas. O templo apelou para doações de membros do público para alimentar o animal.
Um porta-voz do People for the Ethical Treatment of Animals (PETA) disse ao MailOnline: "Se você provocou um urso com fome, é provável que fique ferido”.

Informações: Daily Mail
Tradução: Redação NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário