Páginas

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

O vídeo mostra a mulher falando com alguém invisível poucos antes de perder a vida. O que aconteceu com ela neste hotel é um mistério.




Elisa Lam era uma estudante canadense de 21 anos que foi encontrada morta em uma das 4 caixas d’água enormes do hotel onde estava hospedada. O estabelecimento, chamado Cecil Hotel, conta com enormes reservatórios, com quase 2,5 metros de altura e 1,2 centímetros de diâmetro cada um, que ficam no terraço do edifício.





Assista ao vídeo e veja como ela estava agindo de forma estranha:



Após duas semanas de seu desaparecimento, a polícia divulgou o vídeo de vigilância do hotel em que ela foi vista pela última vez subindo até o último andar do edifício e exibindo comportamentos estranhos no elevador. A canadense começa a apertar todos os botões de comando, uma vez que o elevador não se mexe. Em seguida, ela desiste da ação e começa a gesticular, como se estivesse falando com uma pessoa. Um segundo depois a garota desaparece.


Depois que os hóspedes não paravam de reclamar da pouca pressão da água nos chuveiros e torneiras do hotel um funcionário do lugar foi mandando ao terraço para checar o que poderia estar acontecendo. Após a descoberta do corpo, a polícia chegou e os bombeiros cortaram o tanque depois de drená-lo porque a abertura era muito pequena para levantar o equipamento para tirar o corpo. Todos os convidados do hotel ficaram enojados, pois eles estavam bebendo água com um cadáver. Embora o departamento de saúde tenha descoberto que a água não estava exatamente contaminada, uma ordem de "não beber" foi emitida e todos os tanques foram drenados e recarregados.



Os investigadores concluíram que ela morreu por afogamento, mas aí está um dos maiores mistérios: como ela conseguiu entrar no tanque de água enquanto as portas e as escadas que levavam ao telhado estavam trancadas? Se ela tivesse forçado para abrir o alarme teria sido disparado. Poderia ter sido possível que ela usasse a saída de incêndio para chegar ao telhado. Mas, de qualquer forma, ela não teria como escalar a caixa d’água e a tampa era muito pesada e difícil de abrir.



Apesar das autoridades acreditarem que Elisa sofria de transtorno bipolar, há quem aposte em opções mais sinistras para explicar o fim da canadense. Isso porque o Cecil Hotel já foi palco de inúmeros acontecimentos estranhos, envolvendo mortes acidentais, suicídios e assassinatos.


Para você, qual seria a verdadeira causa da morte de Elisa Lam? Assassinato, suicídio ou acidente? Teria algo de sobrenatural nessa trágica história? Deixe sua opinião nos comentários!

Informações: Fatos Desconhecidos / unbelievable-facts / BBC
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário