Páginas

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Motorista fica assustado ao ver animal raro tentando entrar em sua van. Mal sabia ele, por quem a raposa negra era procurada.


O motorista, Sam Houghton, ficou chocado ao descobrir que um dos animais mais raros do Reino Unido, a raposa negra, pulou em sua van enquanto ele estava carregando o veículo em Sale, Greater Manchester. 

O filhote fugitivo é, na verdade, um animal de estimação chamado Wilf, de propriedade de Ellie Monaghan, de 17 anos, e sua irmã, Jade, de 25 anos, que fugiu de sua casa em Sale no final de julho, levando a uma busca enorme e um recurso de mídia social que garantiu seu eventual retorno. 
















A família descreve em uma página do facebook as aventuras do animal, como se ele mesmo estivesse escrevendo:
“Eu, Wilfred, a raposa prateada gostaria de admitir que fugi propositadamente da minha casa para conseguir mais ‘likes’ no Facebook e para aparecer nos jornais”. 



"Peço desculpas aos meus proprietários e seguidores por ter causado qualquer preocupação e pânico ... mas não posso prometer que isso não vai acontecer novamente".


A coloração negra é comum em crescer filhotes de raposa antes que eles apresentem a pelagem castanha escura. Porém, algumas raposas vermelhas mantêm-se com suas lindas peles pretas devido a uma falha genética, considerada muito rara. Para que essa ‘mutação’ aconteça, ambos os pais têm que carregar o gene melanico recessivo mais raro - que resulta em uma pelagem preta - mas, mesmo assim, a chance é de 1 em 4 de um filhote nascer com os pelos escuros.
Houghton, 43, disse: "Nós estávamos carregando o veículo, então ele simplesmente veio do nada e tentou pular na van”.



"Para ser honesto, eu estava com medo e tentei pular, em seguida, o animal fugiu para trás de alguns de nossos recipientes".

Recuperando sua compostura, o Sr. Houghton e seu primo, Dan Houghton, 34, decidiram descobrir o que era. O homem, que dirige uma empresa de gerenciamento de instalações, disse: "Esperamos alguns minutos com nossos telefones prontos e ele voltou. Era como se ele não tivesse medo de nós”.


"Ficamos maravilhados quando a vimos. Nós pesquisamos e definitivamente era uma raposa negra. Não consegui acreditar quando disseram que era um dos animais mais raros do Reino Unido”.

Os homens então filmaram e a tiraram fotos.



Cinco raposas pretas foram vistas em Yorkshire este ano, o que deu a esperança de que elas possam estar se reproduzindo.
As incríveis filmagens do Sr. Houghton mostram a raposa que olha despreocupadamente os recipientes sem um cuidado no mundo.
Depois de se divertir com a unidade industrial, a raposa elegante é filmada trotando pela rua antes de se assustar e desaparecer em alguns arbustos.
O Sr. Houghton disse: "Estava correndo por aí. Foi absolutamente incrível. Eu realmente não sei como descrever isso. Nós nem sabíamos que existiam raposas negras. Eu vi alguns pardais aqui embaixo, mas nunca nada assim. Nós não queremos perturbar a natureza, então vamos continuar com nosso trabalho como de costume e ficar de olho. Mas duvido que a veja novamente”.
Eles são os animais mais raros na Grã-Bretanha, em parte porque foram caçados extensivamente por suas peles no passado. Na tradição gaélica, as raposas negras são portadoras de má sorte e, nos tempos medievais, as aldeias tiveram medo de ver uma, acreditando que era um presságio ou uma má sorte. 
É claro que após a divulgação das imagens e visualizações do post no facebook, muitas pessoas se manifestaram. Uma delas disse:

“Não é um animal de estimação. Crianças egoístas. Comprem um peixinho dourado”.

Enquanto outro completa: “As raposas não são animais domésticos, não é de se admirar que Wilf continua fugindo.”

E ainda demonstram apoio às próximas fugas do animal: “Espero que você consiga da próxima vez Wilf”.

E você, acha certo que algumas pessoas domestiquem animais selvagens? Por mais que sejam bem cuidados e bem alimentados, isso é certo? Deixe sua opinião nos comentários.

Informações: Daily Mail
Edição: NC
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário