Páginas

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Idosa que sentia fortes dores vai ao hospital e médicos ficam chocados ao encontrar feto petrificado em seu abdome


Lusianni Isa passou por uma situação complicada em 2011. Tinha 65 anos e se queixava de uma dor abdominal terrível. Era tão forte que decidiu acudir rapidamente ao médico. Em primeira instância, os doutores não encontraram uma explicação sensata para seu caso… e a dor não diminuía.






Até que, graças aos exames, descobriram algo que surpreendeu a todos: dentro do ventre de Lusianni havia um feto completamente petrificado… há mais de 30 anos!



Sim, Lusianni ficou grávida durante a adolescência e nunca chegou a dar a luz. Não somente havia visitado o hospital desde então, como também acudiu a curandeiros e religiosos… mas ninguém conseguia dar uma explicação plausível sobre o que havia acontecido com seu bebê. O tamanho de sua tripa se reduziu e ela, já rendida, pensou que estava tudo bem.



Até que sim, três décadas depois, extraíram de seu corpo um feto petrificado pesando aproximadamente dois quilos…
Nos tempos de gravidez pouco se sabia sobre essa estranha condição que era a explicação: a litopedia.



A litopedia é uma doença exclusiva do sexo feminino, a qual durante uma gravidez abdominal ou extrauterina sem sintomas, não permite que se detecte o feto. Então, o feto começa simplesmente a se petrificar. Muitas vezes é confundido também com um tumor de ovário.
A chilena Estela Mel endez, de 92 anos, é outro desses casos insólitos. Sim, com quase 100 anos de idade começou a se preocupar com uma estranha protuberância em seu ventre. Decidiu ir ao hospital e imediatamente lhe disseram que estava com câncer. A operação foi feita, mas a protuberância permaneceu… até que descobriram que um feto estava dentro dela há mais de 60 anos!



Somente 0,0045% das gestações termina em casos assim… que embora hoje em dia já seja tratados com normalidade, não deixa de nos surpreender.



Informações: Mistérios do Mundo.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário