Páginas

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Homem que sofreu acidente doméstico chama atenção da internet ao fazer brincadeira bizarra sobre sua condição


Muitas pessoas se esforçariam para rir depois de sofrer graves queimaduras e quase morrer em um acidente bizarro.
Mas, Freddie Beeson considera que seu senso de humor o ajudou a lidar com sua recuperação do incidente que quase o matou.






O jogador de 26 anos ficou em coma por 03 meses e precisava de mais de 30 operações depois que um tambor de petróleo explodiu em suas mãos.



Freddie sofreu ferimentos horríveis - mas agora é conhecido como "Crispy" para seus companheiros e usou suas cicatrizes para se fantasiar de Freddy Krueger de A Hora do Pesadelo.



Ele disse: “Depois que tudo aconteceu, eu estava sentado na entrada da porta fumando um cigarro com a minha pele pendurada enquanto esperava pela ambulância”.



" O humor é uma boa maneira de lidar com o que eu passei. Enfim, eu era esse tipo de pessoa”.
"Eu comprei a máscara do Freddy Krueger para Halloween e fui a uma boate vestindo-a. Nunca vi o filme A Hora do Pesadelo, mas as pessoas adoraram”.



Freddie, de Sandbach, Cheshire, jogou o que ele pensava que era óleo em alguma madeira em seu jardim, sem perceber que tinha sido misturado com gasolina.
O tambor de 25 litros explodiu em chamas, transformando Freddie em uma bola de fogo humana.
Sua mãe salvou sua vida apagando as chamas, e Freddie foi levado ao Hospital, onde foi induzido ao coma que acabou durando três meses.
Ele disse: "Minha família foi chamada nas primeiras horas de uma manhã para dizer adeus, uma vez que uma infecção rara me deixou com poucas chances de sobrevivência".



Ele sobreviveu à provação, mas agora só tem "um dedo, de ambas as mãos, que funciona", deixando-o aposentado por invalidez.


Freddie acrescentou: "Fiquei deprimido por cerca de três anos, então peguei um cachorro e ele é a única razão pela qual eu ainda estou aqui".
No futuro, ele espera obter sua carteira de motorista novamente, comprar um veículo especialmente adaptado e treinar para se tornar um motorista profissional.

Informações: Metro
Edição: Redação Notícias Compartilháveis
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário