Páginas

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Esta é a única maneira possível de sobreviver a uma queda de elevador!



Normalmente acredita-se erroneamente que o elevador é um meio totalmente seguro. E há uma boa razão para isso: acidentes de carros, quedas de aviões e navios naufragados são amplamente divulgados pelos meios de comunicação de massa, enquanto os acidentes de elevador quase nunca são mencionados. O motivo é que ninguém pode divulgá-los.



Pouquíssimas pessoas sobrevivem a uma queda de elevador e iremos te contar qual é o segredo dessas pessoas. Mas, antes veremos o que as pessoas com menos sorte fizeram de errado e o que deve ser evitado…



Erro № 1: Contar com as outras pessoas no elevador

Sabe aquelas regras para ser um verdadeiro gentleman? Esqueça elas! Ser polido e cortês são as últimas coisas que você deve pensar durante uma emergência se você quer sobreviver. Não estamos dizendo que você precisa, literalmente, passar por cima de cadáveres, mas se deitar sobre o corpo macio de alguém pode ser uma boa ideia. Em tais situações, pessoas obesas podem acabar com algumas fraturas, mas também podem salvar a sua vida. Deixe as desculpas para outros momentos mais apropriados.






Erro № 2: Dobrar as pernas!

Acredita-se que dobrar os joelhos pode suavizar a queda e você sairá do elevador são e salvo, aplaudido pela multidão. Na verdade, isso no máximo fará de você um herói de lendas urbanas. Será muita sorte se os seus joelhos dobrados, com a queda, não atingirem a sua cabeça.



Erro № 3: Pular no momento do impacto!

Existe o mito de que você apenas precisa pular para cima no momento em que o elevador atingir o fundo do poço. Pelo amor de Deus, esqueça essa baboseira. Apenas imagine-se tentando descobrir o momento exato do impacto de uma cabine de elevador que cai a 50 km/h! E mesmo que você consiga, não irá adiantar de nada. Esta é simplesmente a coisa mais estúpida que você pode fazer, a menos que você queira quebrar o seu crânio contra o teto — pelo menos, será uma morte rápida e quase indolor.



Erro № 4: Vanitas vanitatum (a vaidade das vaidades)!

Manter a calma em um elevador em queda é definitivamente mais fácil dizer do que fazer. Mas você deve dar o seu melhor, afinal, sua vida depende disso! Lembre-se: ficar nervoso significa morrer.
Portanto, não perca segundos preciosos gritando em vão. Ficar se agitando dentro da cabine também não é uma boa ideia. Esqueça o barulho à sua volta. Tente se concentrar na sua posição dentro da cabine. Isso te dará uma ideia do que fazer em seguida.

A única forma correta de agir: relaxe!




Estamos falando sério. Essa é a única maneira de sobreviver à queda de uma cabine de aço no poço do elevador. Basta se deitar e rezar. Reze, mesmo se você não acredita em Deus — não irá te fazer mal algum.



Deixe seu corpo ocupando o máximo de espaço possível para permitir que o impacto da queda seja distribuído por todo o seu corpo. Os tecidos mais frágeis do corpo, incluindo o cérebro, estão mais propensos a se machucarem mais, mas, em casos de emergência, você precisa escolher o menor dos males.



Informações: Perfeito.guru.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário