Páginas

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Carteiro arromba porta de idosa ao ouvir um som estranho e recebe prêmio máximo da empresa por ajuda humanitária


Josh Hefta é carteiro no estado de North Dakota, EUA. Como trabalha na mesma rota diariamente, ele tem uma boa ideia de quem é quem na vizinhança.



Uma das pessoas que conhecia bem era Alice Paschke, de 94 anos. Josh sempre deixava a correspondência na porta para que a senhora idosa não tivesse que caminhar até a caixa de correio.

Um dia, em janeiro deste ano, enquanto estava em sua rota habitual, Josh percebeu que algo não estava certo quando chegou à casa da senhora.
Quando Josh começou a deixar a correspondência para Alice, ela sempre o cumprimentava e conversavam um pouco. Porque vivia sozinha, ela geralmente ficava feliz quando alguém passava. Às vezes, ela oferecia a Josh algo para comer ou beber. Os dois acabaram formando um vínculo, pode-se dizer.

Mas nos últimos tempos, tornou-se mais difícil para Alice andar e se mover muito e chegou um momento em que ela parou de sair da casa.
Em uma dia normal em janeiro, Josh bateu em sua porta como sempre. Mas ninguém atendeu. Ele ficou um pouco preocupado porque Alice sempre estava em casa. Onde ela poderia estar? Ele continuou a bater. Por fim, ele ouviu uma voz fraca pedindo ajuda.



Josh sabia que ele tinha que agir rapidamente. A porta estava trancada, então ele teve que a arrombar. Quando entrou, encontrou Alice no chão. Ela explicou que caiu no dia anterior e que não conseguiu voltar. A pobre senhora estava deitada lá por 20 horas. Ela sabia que sua única esperança seria quando Josh viesse bater em sua porta, como sempre. Então lá estava ela, deitada e aguardando seu herói.


“Eu disse, entre, eu preciso de ajuda. (…) Ele salvou minha vida, e essa é uma história verdadeira”, ela contou à WDAZ 8. “Pelo resto da minha vida, enquanto minha memória funcionar, eu vou me lembrar “.
Josh salvou a vida de Alice naquele dia. O carteiro dedicado desde então recebeu o Postmaster General Award dos correios de Minto – o prêmio mais alto que agência de correio pode oferecer.
Ele também terá seu nome adicionado ao Mural dos Heróis na sede do Serviço Postal em Washington, DC.
Alice mudou-se para um lar de idosos e não está mais na rota de Josh. No entanto, isso não impediu os dois de se verem.


“Como agora ele não vai mais me ver, eu vou ao encontro dele”, explicou ela.

Com certeza, Josh foi um herói! Quem sabe, se existissem mais pessoas como ele, o mundo não seria um lugar bem melhor para se viver?


Informações: Newsner
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário