Páginas

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

A funcionária viu esta mãe com seu bebê fazendo algo suspeito e chamou imediatamente a polícia. Ao invés de prendê-la, o policial foi fazer compras.


Muitas vezes ouvimos histórias de mães e pais que, no desespero de suprir as necessidades mínimas de seus filhos, acabam presos ao roubarem coisas de supermercados, farmácias e lojas de conveniência. Além de serem punidos pela lei, seus filhos sofrem por consequência disso.




Mas Johns, um policial do estado de Maryland (EUA), não se ateve apenas ao processo legal imposto pela justiça a uma jovem mãe que, quando percebeu que não tinha dinheiro para comprar as fraldas do filho, tentou levá-las assim mesmo. Quem tem filhos sabe que um pacote de fraldas pode custar muito dinheiro.
Johns escolheu pagar as fraldas de seu próprio bolso e comentou: “O bebê não tem porque sofrer pelo que a mãe fez.” O policial anotou a infração, que ficará nos autos da jovem mãe, porém não a deixou desamparada.
Diante de seu gesto tão simpático, muitas pessoas procuraram a polícia local se oferecendo para reembolsar o policial e também ajuda à jovem mãe. Porém, o departamento não pôde legalmente divulgar seus dados. Eles sugeriram que todos colaborassem com a entidade de assistência social ligada ao estado. Isso certamente irá ajudar muitas pessoas que estão em situação de risco, como essa mãe e seu filho.

O oficial Johns (centro) é visto com o chefe de polícia Richard McLaughlin (à esquerda) e o prefeito Craig A. Moe (à direita) na cerimônia de juramento em maio. Johns está ganhando elogios por sua generosidade.


Informações: Não Acredito.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário