Páginas

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Se você usa a bucha vegetal para tomar banho pode estar cometendo um grande erro!


Imagem de reprodução
Muitas pessoas são realmente viciadas em limpar a pele e esfoliar durante o banho usando aquelas buchas esponjosas naturais. Isso já acontece há séculos! Mas um estudo publicado no Journal of Clinical Microbiology mostrou que este acessório para o banho, vendido em feiras e até nos supermercados e casa de estética, podem esconder uma bactéria oportunista que ataca o sistema imunológico.




As buchas de que estou falando são aquelas naturais, colhidas de uma trepadeira na natureza. Ela pertence a da família das cucurbitáceas e ao gênero Luffa. As bagas podem atingir até 1,2 metros e parecem com pepinos. Ela é nativa das regiões neotropicais e já vem sendo usadas como acessórios para higiene há bastante tempo. Hoje por serem naturais, são vendidas em lojas de estéticas e costumam até ter um preço salgado.



Acontece, que a bucha vegetal pode abrigar e transmitir a bactéria Pseudomonas aeruginosa, uma das responsáveis por infecções hospitalares. A umidade do banheiro, juntamente com a pouca circulação de ar e o emaranhado de fibras da bucha compõem um ambiente ideal para cultivo e proliferação desta bactéria. No início do uso, as buchas podem ser consideradas higiênicas, pois até que as fibras percam toda propriedade bioquímica, as bactérias tendem a se afastar. O problema é que todo mundo espera que a bucha fique molinha, quando é mais agradável de usar na pele. É nesta fase que a bactéria nos recantos da matriz fibrosa da bucha e domina tudo. Cada vez que a bucha é molhada os organismos se proliferam mais.
Achando que está se limpando com um sabonete cheiroso, você na verdade está esfregando bactérias no corpo podendo desencadear uma infecção estafilocócica. Sim, nosso corpo possui uma barreira contra as bactérias indesejáveis, no entanto, qualquer ferida (até mesmo um cutícula retirada da unha) pode se infestar com esta bactéria. Os especialistas garantem que se tomar algumas medidas simples, podemos diminuir muito a festa bacteriana na sua bucha.

1 – Deixe a bucha secar completamente entre um banho e outro. Antes disso lave-a com sabão e enxague abundantemente. O ideal é que seque ao ar livre ou no sol.

2- A janela do banheiro e a porta do box precisa estar sempre aberta.

3- Se a bucha mudar de cor, tiver mau cheiro ou ficar gelatinosa, significa que existe uma cultura farta de bactérias. Troque a bucha.

4- Uma ideia legal para ser feita de vez enquanto, é colocar sua bucha no micro-ondas. Já ficou comprovado que este aparelho é um ótimo bactericida.

5- Você poderá também mergulhar sua bucha regularmente em uma solução de 5% de água sanitária


Informações: Diário de Biologia
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário