Páginas

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Homens que comem bastante alho são mais atraentes para as mulheres, revela estudo.


Comer alho não só dá aquele odor pouco agradável como também torna os homens mais atraentes. Pelo menos isto é o que defendem os pesquisadores das Universidades de Stirling e Charles, em Praga, na República Checa.
Numa experiência que fizeram com 42 homens, alguns comeram alho cru, outros cápsulas de alho e os restantes não consumiram alho. Ao mesmo tempo usaram almofadas nas axilas por 12 horas.


No final, pediram a 82 mulheres para cheirar as amostras de odor do grupo e classificá-las de acordo com os seguintes critérios: graça, atratividade, masculinidade e intensidade.
Resultado? Quem consumiu alho (cru ou em cápsulas) tinha um odor corporal descrito pelo sexo oposto como “significativamente mais atraente e menos intenso”.
“Certamente, o odor da respiração desempenha um papel crucial na maioria das interações sociais, mas o odor das axilas também é um fator importante nos relacionamentos íntimos”, escreveram os pesquisadores na revista ‘Appetite’.
“Os nossos resultados indicam que o consumo de alho pode ter efeitos positivos no odor corporal percebido (o prazer dele derivado), talvez devido aos seus efeitos na saúde, por exemplo, já que possui conhecidas propriedades antioxidantes e antimicrobióticas”, adiantam.


As propriedades benéficas do alho são bem conhecidas popularmente. Por ser um alimento rico em nutrientes e antioxidantes, ele pode ajudar a diminuir o risco de doenças cardíacas, combater o envelhecimento, diminuir a coagulação sanguínea e muito mais.
“Nossos resultados indicam que o consumo de alho pode ter efeitos positivos sobre o prazer derivado da percepção de odor corporal, talvez por causa de seus efeitos sobre a saúde. De uma perspectiva evolucionária, a formação de preferências associadas ao odor corporal e às dietas foi, possivelmente, a intermediação da seleção sexual. Pesquisas anteriores indicam que muitas espécies de animais usam sinais associados com a dieta para selecionar parceiros em bom estado físico”, disse o pesquisador Craig Roberts, líder do estudo.

Informações: University of Stirling e Move Notícias
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário