Páginas

terça-feira, 25 de julho de 2017

Filho piora 800% com a presença da mãe comprova estudo de comportamento


Foto ilustrativa de reprodução
Segundo os cientistas do Departamento de Psicologia da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, as crianças apresentam um comportamento pior de até 800% na presença das mães. Os pesquisadores ainda apontaram que o nível cresce para 1.600% se a criança for menor de dez anos.



Para realizar o estudo, cerca de 500 famílias foram acompanhadas. No processo, os especialistas avaliaram birras, gritos, tentativa de agressão aos pais, carência e fala errada para chamar a atenção.
A pesquisa mostrou que 99,9% das crianças brincavam tranquilamente sozinhas. Quando a mãe aparecia, a chance de chorarem era de quase 100%. Esse índice ocorria até com crianças com deficiência visual, já que podiam perceber a presença da mãe pela voz.
Os pesquisadores não sabem explicar essa atitude, mas asseguram que crianças menores de 10 anos são mais apegadas às mães e precisam da atenção delas.


Fãs da Psicanálise, via Jornal Ciência
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário