Páginas

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Este bichinho de pelúcia da natureza parece simpático. Mas nunca toque nele!


Esse bichinho simpático é uma lagarta, ou seja, uma larva de mariposa. Mas ela não é só uma lagartinha comum, na verdade é uma das lagartas mais perigosas que temos por aqui. Pertence a ordem Lepidoptera (borboletas e mariposas), da família Megalopygidae e provavelmente do gênero Podalia sp. Por causa dessa carinha de pelúcia são conhecidas como “lagartas- gatinho”, lagartas-cachorrinho” ou então “lagartas-de-fogo”.





O nome lagarta-de-fogo não é à toa. Essa lagarta possui cerdas urticantes capazes de causar o maior estrago na nossa pele. As cerdas são estruturas de ponta aguda e resistente, contendo glândulas produtoras de veneno. 



Na base da cerda apresenta uma única glândula inserida no tegumento da lagarta. Quando pressionada por ocasião do contato, a glândula libera o veneno que percorre um canal, sendo injetado na pele humana. A principal característica dos Megalopigídeos é a presença de longas cerdas, frágeis, sedosas que parecem inofensivas, semelhantes a “pêlos” que escondem os verdadeiros as cerdas verdadeiramente venenosas.



As cerdas possuem uma alta capacidade de causar queimaduras, inchaço e vermelhidão, em casos graves pode causar febre. Os acidentes com lagartas são conhecidos no meio médico-científico como erucismo. Felizmente, os adultos geralmente são inofensivos.





Informações: Diário de Biologia




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário