Páginas

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Ele a conheceu na internet e 2 meses depois ela disse ter 5 crianças em sua barriga. No dia de dar à luz, o médico revela a verdade cruel.


Imagem de reprodução
Uma das maiores decepções que se pode ter é perder um filho antes que ele nasça. Após meses de expectativa e depois de fazer todos os ajustes necessários em sua vida para planejar tudo, receber a notícia devastadora de que você não será pai é um golpe do qual é sempre difícil se recuperar.
Mas os pais desta história não perderam seus filhos por causa de um aborto. A razão foi outra mais obscura e inquietante. 


O canadense Paul Servat, de 35 anos, conheceu Barbara Bienvenue, de 37, no verão passado, pela internet. Eles começaram uma relação amorosa que se transformou em algo muito maior quando, em setembro, apenas dois meses depois de terem se conhecido, Barbara lhe disse que estava grávida. 
Ainda que tudo fosse muito rápido, Paul estava deslumbrado com a ideia de ser pai. E logo Bárbara chegou com mais notícias: em quatro ocasiões diferentes, o médico teria lhe dito que ela estava grávida de mais filhos. Em poucas semanas, ela passou a dizer que estava grávida de gêmeos, depois de trigêmeos, quadrigêmeos e, finalmente, de quíntuplos. 



A notícia impactante se espalhou rapidamente por todo o círculo de amizades e familiares de Paul. Seus amigos o ajudaram comprando e doando tudo que ele precisaria para sustentar a grande família que teria. 
Na 34ª semana de gravidez, chegou a hora: Paul levou Barbara ao Hospital Sainte Justine de Montreal, onde ela daria à luz. Mas depois de examiná-la, os médicos fizeram uma revelação impactante: Barbara não estava grávida... e nunca tinha estado! 



Além disso, o hospital não tinha nenhum registro das visitas que Barbara supostamente tinha feito durante os meses de gestação. Logo, pode-se assumir que ela mentiu sobre tudo, inclusive sobre o número de bebês que iria ter. 
"Ela me deixou escolher os nomes", conta Paul. "Meus pais tinham muita vontade de ter netos. Eu perdi toda minha vida." Após o incidente, Paul não demorou para terminar a relação. Em retrospecto, Paul e sua família confessam que tiveram algumas suspeitas: as gravidezes de múltiplos bebês terminam consideravelmente mais cedo e, além disso, a barriga estava inchada, mas não como era de se esperar de uma pessoa com quíntuplos.


No início, os médicos pensavam que se tratava de uma gravidez psicológica, também chamada de "gravidez fantasma", ou, cientificamente, pseudociese. Elas podem mostrar os mesmos sintomas de uma gravidez real, como náuseas e lactação. Porém, por tratar-se de um caso especial, Barbara está agora sobre análise psicológica para determinar até que ponto o incidente foi evitável ou não. Segundo um dos irmãos de Paul, ela já teve um episódio semelhante em 2010. 
De qualquer forma, Paul se recupera pouco a pouco, já longe de Barbara. "Devolverei todas as coisas que as pessoas me deram quando pensavam que eu teria quíntuplos", disse Paul. "Sou uma boa pessoa e não quero ter nada a ver com essas mentiras."
Pelos vistos, esse é o melhor para todos: imagine esperar ter 5 filhos e, de um dia para o outro, descobrir que tudo era uma mentira cruel. Esperamos que eles fiquem bem em um futuro próximo. 

Fonte: Guiainfantil, Dailymail, via Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário