Páginas

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Casal de irmãos apaixonados vira alvo de crítica após revelar que tem relações e que estão esperando o primeiro filho


Imagem de reprodução
Os espanhóis Daniel e Ana Parra estão muito apaixonados e namoram há três anos. O problema principal é que Ana está atualmente grávida e esperando seu primeiro filho. E sim, dizemos problema, pois o fato do casal compartilhar o mesmo sobrenome não é coincidência.



O pai de Ana a abandonou com a sua mãe quando ela era apenas uma criança, mas ela tinha ouvido rumores de que ele tinha tido um filho com outra mulher. Quando tinha 20 anos, Ana aproveitou as vantagens das redes sociais e conseguiu encontrar seu irmão, Daniel, pelo Facebook. "Dois dias depois, marcamos de nos encontrar e desde então não nos separamos", conta. 

A amizade entre os meios-irmãos ia muito bem. Ambos tinham muito em comum e combinavam perfeitamente. Até que, um dia, a relação passou a ser mais do que amizade. "Estávamos nos divertindo e o momento nos levou a um beijo", conta Daniel. No início, claro, os dois estavam em choque. Daniel e Ana, apesar de serem irmãos, tinham se conhecido quando já eram maiores, e por isso não puderam evitar ter sentimentos de amor um pelo outro.


Para escapar de julgamentos, eles mantiveram o romance em segredo durante um tempo, até que decidiram que era a hora de parar com os disfarces e contar para toda a Espanha. E foi isso o que fizeram - literalmente: o casal confessou seu amor ao vivo em um programa de televisão. 
Como era de se esperar, o amor proibido gerou uma grande divisão de opiniões: muitos o aprovavam e consideravam um gesto romântico, enquanto outros os chamavam de "pecadores" e até lhes mandavam ameaças. "Eu não falei com minha mãe, mas me disseram que ela não aceitou muito bem", conta Ana. Mas o pai dos dois disse estar contente e orgulhoso. 

Agora, Ana tem 28 anos e trabalha como empregada em uma loja, e Dani tem 25 e trabalha em um supermercado. O casal compartilha a mesma casa, cachorro... e pai. Além disso, agora vão dar mais um passo na relação: em 12 semanas, Ana dará à luz seu primeiro filho!
Aqui é onde o assunto se torna mais complicado: os bebês nascidos de relações incestuosas têm 25% mais chances de ter alguma doença que possa existir em sua árvore genealógica. Além disso, na certidão de nascimento do bebê, apenas Ana pode aparecer como mãe, já que, legalmente, Daniel só poderia ser seu tio. 
Fora isso, o casamento entre irmãos não é legalizado na Espanha. Porém, eles também querem fazer uma "celebração falsa", como o próprio Daniel a chama. Uma festa simbólica que represente a união entre esses pais e irmãos apaixonados.
Ainda que a relação seja no mínimo peculiar, é bem óbvio que os irmãos estejam muito apaixonados e tenham sido muito corajosos ao contarem ao mundo o que sentem. E você está de que lado: dos que apoiam ou dos que criticam? 



Fonte: infobae, elmundo, Não Acredito




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário