Páginas

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Nutella pode ser retirada dos supermercados após especialistas indicarem alto teor de poluentes cancerígenos


Imagem de reprodução
A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA) realizou uma análise de vários produtos alimentares e concluiu que a Nutella, creme de avelã da Ferreiro, possui contaminantes que podem causar câncer.

Os especialistas alegaram que o óleo de palma, principal ingrediente para a produção do creme, possui um alto teor de poluentes em sua versão comestível. O óleo de palma é conhecido no Brasil como azeite de dendê e é usado na produção de diversos alimentos.


Alguns supermercados da Itália decidiram retirar o produto de circulação, de acordo com o resultado do relatório da AESA. Segundo as autoridades, o óleo de palma é prejudicial à saúde quando é submetido a temperaturas maiores que 200° C, pois libera ácidos graxos que podem causar câncer.

A Nutella responde:

A Ferrero, empresa responsável pelo produto, negou que a Nutella cause qualquer tipo de risco. De acordo com a Ferrero, na produção do alimento, a temperatura não chega a 200° C. Além disso, o óleo é mantido em baixa pressão – o que torna o processo mais lento e mais caro.


Segundo a Reuters, agência de notícias britânica, outros óleos poderiam ser usados na fabricação do creme de avelã. Porém, o processo custaria cerca de US$ 22 milhões a mais.
Vicenzo Tapella, gerente de compras da Ferrero, disse que a empresa não vai deixar de usar o óleo. “Fazer a Nutella sem o óleo resultaria em um produto de qualidade inferior. Seria um retrocesso”.
Para explicar ao público, a Ferrero criou uma campanha de marketing que garante a segurança do produto. A Nutella é responsável por quase um quinto das vendas da companhia.


Recreo, Bhaz, via Jornal Ciência 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário