Páginas

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Menino de 12 anos chega ao hospital com a barriga aberta e comove voluntária


Imagem de reprodução
Isabella Innis é uma jovem americana que viaja até Uganda para trabalhar como voluntária num hospital de Kampala, capital do país.
De repente, um menino chega na emergência do hospital. Seu nome é George, ele tem 12 anos e percorreu centenas de quilômetros em 4 horas num mototáxi, desde seu vilarejo, para chegar lá.





O estado do menino impressiona. Ele sofre de febre tifoide em estágio avançado. Ele é admitido imediatamente. Ele teve sorte, já que seu irmão mais velho morreu da mesma doença pouco tempo antes. 
"Como muitos vilarejos em Uganda", diz Isabella, "o vilarejo de George não tinha acesso à água potável, e foi por isso que ele ficou com febre tifoide. Honestamente, o caso dele foi bem grave, e o processo de recuperação foi longo. Nós ficamos muito próximos nesses três meses que passamos juntos".



George tem que permanecer deitado e Isabella passa bastante tempo com ele. Eles se tornaram amigos.
George conserva os traços do longo tratamento em sua barriga, através de imensas cicatrizes. 



"Quando levamos George de volta para sua casa", diz Isabella, "eles me pediram ajuda. Eles disseram: 'água potável'"
O voluntariado de Isabella chega ao fim e ela retorna ao seu país, mas ela não esqueceu o pedido de George e de sua família. Esses encontros com os ugandenses realmente a transformaram.
"Eu venho de um país onde as pessoas têm piscinas e colchões macios, mas elas não conseguem encontrar motivos para sorrir. George, sua família, seus amigos dormem no chão, mas eles sorriem por coisas simples como a água. Água limpa."



A jovem trabalha duro para angariar fundos e pede ajuda à sua família e amigos.
"Construir um poço se tornou minha meta. Mas antes de tudo porque eu conheci o George - meu amigo, um menino com uma grande cicatriz, um coração enorme e uma história que vale a pena ser contada."
A jovem tem sucesso. Ela volta à Uganda com alguns amigos e constrói o poço no vilarejo de George. A água jorra e todo o vilarejo dança de alegria. Foi assim que com uma grande motivação e uma solidariedade magnífica, Isabella melhorou consideravelmente a vida do menino e de seus familiares.



Às vezes um encontro pode verdadeiramente mudar uma vida, ou a vida de muita gente, e foi exatamente isso que aconteceu com Isabella e George. A jovem manteve sua promessa e três anos depois ela realizou o sonho do menino e sua família. Com motivação, engajamento e solidariedade, é possível iniciar projetos que salvam vidas. Isso nos mostra que devemos combater o derrotismo, a falta de ação e nunca desistirmos: querer é poder!



Fonte: Incroyable.co, via Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário