Páginas

terça-feira, 20 de junho de 2017

Médico gasta R$ 180 mil do próprio bolso para reconstruir rostos de mulheres, destruídos por ácido.


Imagem de reprodução
Asim Shahmalak, de Karachi, no Paquistão, se mudou para o Reino Unido após se qualificar como médico cirurgião.
Hoje com 56 anos, ele é reconhecido por seu trabalho com celebridades, como o modelo norte-americano Calum Best. Atualmente, se propôs a ajudar algumas vítimas do sexo feminino de ataque a ácido em uma missão completamente financiada por ele mesmo.




Shahmalak já gastou até o momento mais de R$ 180 mil reais de seu próprio bolso para reconstruir o rosto das vítimas paquistanesas, que foram destruídos em ataques de ácido, incluindo uma jovem mãe, Sidra Kanwal, que foi quimicamente atacada após recusar uma proposta de casamento.
A mulher sofreu ferimentos tão graves que seu filho de três anos inicialmente se recusou a morar com ela por ter medo de suas cicatrizes. Agora, ela primeiramente passará por um transplante de cílios na pálpebra esquerda para dar continuidade ao tratamento.


O médico, que é pai de dois filhos e morador da região de Cheadle, em Greater Manchester, Inglaterra, chegou a atuar como cirurgião do NHS (Sistema de Saúde Pública do Reino Unido). “Chorei quando ouvi suas histórias“, disse ele. “Ser mergulhada em ácido porque você recusou uma proposta de casamento? Até na Idade Média as pessoas eram tratadas melhores”
“Elas perderam a esperança de obter ajuda porque o governo no Paquistão não pode se dar ao luxo de fazer alguma coisa”, acrescentou. “Nós somos a sua última esperança. Elas não são aceitas pela sociedade por causa de sua desfiguração. Não conseguem empregos e, em alguns casos, até foram rejeitadas por suas famílias e passaram a mendigar o pão nas ruas”.
“Este é o retorno para o fantástico treinamento médico que recebi enquanto estava crescendo no Paquistão, que usei em benefício dos pacientes desde os anos de NHS e em minha clínica privada“, disse.



Além de Sidra Kanwal, outras pacientes estão sendo ajudadas, incluindo Sana Naz, de 24 anos, que perdeu as duas sobrancelhas e a maioria dos cílios em um ataque feito por um ex-amigo. Waqar Ali, de 22 anos. Ela perdeu o olho esquerdo e a pálpebra. Até mesmo Niaz Bano, uma senhora de 52 anos, que foi atacada com ácido por um familiar há 10 anos, também receberá ajuda.
As outras pacientes, que sofreram acidentes e ataques que não envolveram ácido, foram identificadas como Arzoo Lobal, 20 anos; Reshma Rashid, 42; e Salma Hanif, que ficou com apenas um olho após um acidente de cozinha.



Enquanto realiza os transplantes, Dr. Shahmalak também ajudará a treinar médicos e técnicos locais com suas técnicas para que seu trabalho possa ser continuado em hospitais locais do Paquistão mesmo quando retornar à Inglaterra.


Informações: Daily Mail, via Jornal Ciência
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário