Páginas

terça-feira, 23 de maio de 2017

Um casal desconhecido insistiu para estas crianças entrar no banheiro com eles. Mas, um truque ensinado pela mãe, salvou suas vidas.


Imagem de reprodução
Um dos maiores temores que qualquer pai pode experimentar é saber que seus filhos foram sequestrados ou desapareceram. Este quase foi o caso de Jodie Norton, uma blogueira de Southern Utah (EUA) e mãe de quatro filhos. Ela ficou bem perto disso, no entanto, graças a um truque que ensinou aos filhos, as crianças conseguiram combater a ameaça.



Em uma manhã, enquanto tomava banho, Jodie sentiu uma dor aguda na região do ovário esquerdo, que a obrigou a ir ao hospital acompanhada dos quatro filhos. Uma vez lá, pediu que sua vizinha passasse para buscar as crianças para levá-las à escola.


Dois dos meninos, com idades entre oito e dez anos, deixaram o quarto de hospital da mãe e foram para fora para esperar a moça, que chegaria em poucos minutos. Mas, naquela tarde, quando Jodie retornou para casa e encontrou os filhos, descobriu algo terrível. Ela tinha pensado que a vizinha estava a cinco minutos de distância do hospital, mas a verdade é que a moça levou cerca de 40 minutos para aparecer.
“Nestes 40 minutos meus dois filhos tiveram experiências com pervertidos e estranhos desagradáveis”, disse ela. “Eu sempre alertava eles sobre essas pessoas. Conforme eles se sentaram para esperar, um homem e uma mulher se aproximaram e perguntaram se eles poderiam ajudá-los”.
Segundo ela, a ideia deles era que as crianças fossem ao banheiro, onde um suposto namorado da mulher que precisava de atendimento médico estava escondido, e o convencessem a receber tratamento. Uma das crianças, identificada apenas como CJ, teria respondido: “Não, obrigado”, mas a dupla seguiu insistindo.
“Por favor! Vocês poderiam salvar a vida dele, é só entrar no banheiro e convencê-lo”. CJ teria dito à mãe que em todas as perguntas havia dito “Não, obrigado”, até que resolveu ceder. No entanto, a vizinha chegou, e as crianças entraram no carro, mas não antes de verem um terceiro homem saindo do banheiro e se juntando ao casal.
“A raiva e choque que senti de repente se tornaram uma imensa gratidão quando ouvi CJ repetir a regra de segurança que temos em nossa família”, disse ela. “A regra ajudou-os a entender que não se deve confiar em estranhos e como identificar ‘uma pessoa suspeita’”.



Assim como Jodie ensinou, CJ teria dito que percebeu que eram pessoas suspeitas por que estas estavam pedindo a ajuda de crianças e não de adultos.


Informações: Daily Mail
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário