Páginas

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Um caroço no pescoço desta mãe a deixou preocupada. O que os médicos descobriram depois, fez a vida da família desmoronar.


Imagem de reprodução
Ashley Hallford, de Douglasville, no estado da Georgia (EUA), sempre quis ter uma família grande, e parecia que seu sonho estava se tornando realidade.






Na faculdade, ela encontrou David, um amigo de infância, e os dois sabiam que havia algo mais do que amizade entre eles. Eles começaram a namorar e eventualmente se casaram. Depois da faculdade, os dois conseguiram bons empregos, compraram uma casa e começaram a fazer planos para a família. 




Pouco depois, Ashley ficou grávida e, a princípio, tudo parecia bem. Mas algumas semanas depois, ela notou um inchaço no lado do pescoço. Ela achou que tivesse algo a ver com seus linfonodos, então ela foi a um otorrinolaringologista. O médico prescreveu alguns remédios e, inicialmente, pareciam que tinha ajudado a reduzir o inchaço. Pouco tempo mais tarde, no entanto, ele começou a crescer de novo. Ashley voltou a tomar o medicamento. Esse ciclo continuou até a 32ª semana de gravidez.
Nesse ponto, o caroço já estava crescendo incontrolavelmente. Ashley estava com medo e pediu ao médico para fazer uma biópsia. O resultado foi um pesadelo: Ashley tinha câncer. Mas o estranho é que ninguém conseguia identificar o tipo de câncer. Especialistas de todo o país examinaram o inchaço e só conseguiam concordar em uma coisa: com certeza era maligno. Eles concluíram que era provavelmente causado por fatores hormonais, mas nenhum conseguia dizer exatamente que tipo de câncer Ashley tinha.
Mesmo assim, Ashley começou seu tratamento. Não muito depois disso, na 33ª semana de gravidez, ela deu à luz seu filho Harley, no dia 17 de novembro de 2007. Felizmente, apesar de prematuro, o pequeno Harley tinha a saúde perfeita. 



Quatro dias mais tarde, Ashley passou por uma cirurgia para remover o tumor de seu pescoço. Mas depois da operação, um exame mostrou que o câncer tinha se espalhado para seu cérebro, pulmões e fígado. Ashley estava com câncer em estágio 4, o que na maioria dos casos é avançado demais para se tratar. O tumor cerebral estava diretamente atrás do nervo ótico e não podia ser cirurgicamente removido. Quando ele cresceu, Ashley perdeu a visão do seu olho direito. 



Ashley lutou com quimio e radioterapia, mas, depois de um mês, parecia que havia sido tudo em vão: os tumores não só continuavam a crescer, como estavam se multiplicando! De fato, eles eram tantos que os médicos sequer conseguiam contá-los. Tudo o que eles podiam fazer era alguns ajustes no tratamento de quimioterapia de Ashley e esperar um milagre. 



Ashley e David se prepararam para o pior. Eles começaram a fazer vídeos e tirar várias fotos para que Harley tivesse algo para se lembrar de sua mãe. No próximo exame, o jovem casal esperava receber mais notícias ruins, mas eles receberam uma grande surpresa ao invés disso. A médica cirurgiã de Ashley, a Dra. Debra Miller, não conseguia esconder sua felicidade ao contá-los que os últimos resultados de exames mostraram que não havia sinais de câncer no corpo de Ashley.



Ashley estava tão surpresa com as notícias que sequer sabia o que dizer à médica. "Teoricamente, com câncer em estágio 4, você não é curável... Depois de sua primeira rodada de tratamento, mais doenças foram encontradas em seus pulmões, e ela foi tratada novamente. Depois disso, ela ficou livre de doenças... não é nada menos do que um milagre", comentou a Dra. Miller.



Ashley decidiu continuar sua quimioterapia por mais seis meses, apenas para se assegurar. A cada seis semanas, eles fazem um exame e sempre têm os mesmos resultados: Ashley não tinha sinais de câncer em seu corpo. Mesmo o inchaço em seu olho começou a diminuir. 
Em julho de 2017, Ashley celebrará nove anos de remissão do seu câncer. Os médicos têm estado atentos à sua condição para certificar que o câncer não voltará, e, até agora, não voltou. 
Nesse meio tempo, Ashley e David continuaram realizando seu sonho de ter uma família grande, e tiveram mais dois filhos. Eles têm muito pelo que agradecer, e sabem disso. 

Harley e seus irmãos são crianças felizes e saudáveis, que não terão que depender de fotos e vídeos para lembrarem da mãe. Ashley está lá com eles, amando-os todos os dias, graças a um milagre que salvou sua vida. 



Fonte: Newsner, Youtube, via Não Acredito



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário