Páginas

terça-feira, 23 de maio de 2017

Este sul-africano ajudou abater mais um elefante. Mas o que aconteceu com ele em seguida, é bizarro!


Imagem de reprodução
Em um incidente que ocorreu no Zimbábue na última sexta-feira (19), Theunis Botha, um caçador sul-africano de 51 anos, foi esmagado até a morte por um dos elefantes que estava caçando junto a um grupo de safari que liderava.



O grupo começou a atirar e acabou assustando os mamíferos gigantes, que logo começaram a correr. Botha foi atingido por um dos elefantes contra o qual estava atirando, mas somente após outro caçador disparar sobre o mesmo animal. De acordo com a News24, a intenção do caçador que deu o tiro final no animal era ajudar Botha a fugir, no entanto, o elefante ferido acabou caindo sobre ele, esmagando-o até a morte.





Botha era casado com Carika com quem tinha cinco filhos, todos residentes de Tzaneen, África do Sul. Ele era bem conhecido no Zimbábue:considerado um dos caçadores mais experientes da região, frequentemente conduzia safaris para caçar leopardos e leões, além de viajavar constantemente aos EUA para recrutar norte-americanos ricos para participar de equipes de caça na África.





Espera-se que a esposa, Carika, nos próximos dias viaje até o Zimbábue para identificar o corpo do marido e levá-lo para ser enterrado em casa.


Daily Mail. via Jornal Ciência 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário