Páginas

quarta-feira, 19 de abril de 2017

URGENTE! Coreia do Norte divulga vídeo simulando destruição total dos EUA e gera tensão mundial; assista


Imagem de reprodulçao
A Coreia do Norte preparou um show musical muito especial para marcar o aniversário do primeiro líder do país, Kim Il-sung.

Um vídeo do evento foi divulgado na internet e ele traz o momento em que uma multidão aplaude veementemente uma série de imagens que simulam o envio de mísseis e a destruição dos EUA. No final do vídeo, o atual líder Kim Jong-un aparece acenando e sorrindo ao público, conforme informado pelo Daily Mail.
Além do show musical com coral militar, o ditador e neto mais velho de Kim Il-sung, mais tarde atendeu a um desfile militar realizado na capital, Pyongyang.
Entre as imagens divulgadas no show, pode ser visto um teste de míssil que foi realizado pelo país em fevereiro deste ano, bem como uma série de outras bombas voando em direção ao céu, cruzando o Pacífico e explodindo em uma massa de terra com a bandeira norte-americana. O vídeo termina com sobreposições de linhas em cruzes que aparentemente simulam um cemitério.
“Quando o espetáculo terminou, todos os artistas e participantes do desfile militar aplaudiram entusiasticamente”, disse a agência estatal KCNA. “O Prezado Líder Supremo acenou de volta para eles e felicitou os artistas por seu desempenho bem-sucedido”.
Em fevereiro deste ano, o país revelou que havia testado com sucesso um novo tipo de míssil balístico de médio e longo alcance. Chamado de Pukguksong-2, ele foi impulsionado por um motor de combustível sólido. Durante o desfile militar, o líder supremo do país também revelou o que pareciam ser novos mísseis balísticos intercontinentais. Então, apenas um dia após a comemoração, realizou um teste falho que atraiu reprovação internacional.
A Coreia do Norte regularmente ameaça destruir os EUA. Aumentando essa guerra de palavras, a península coreana alertou que varreria Washington por meio de bombas nucleares se os EUA tomassem qualquer medida militar contra o país.
Em resposta a isso, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, advertiu que a “era da paciência estratégica” com a Coreia do Norte havia terminado, e que os norte-americanos enfrentariam qualquer ataque com uma “resposta esmagadora”.


Informações: Daily Mail, via Jornal Ciência
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário