Páginas

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Galã global da década de 70, conta porque fez voto de pobreza e hoje vive nas ruas


Imagem de reprodução
Aos 64 anos de idade, Eduardo Tornaghi, um dos ex-galãs da TV Globo, resolveu ganhar a vida nas ruas do Rio de Janeiro. O ator ganha dinheiro recitando poesias, vendendo livros e dando aulas de interpretação ao ar livre, em um quiosque da praia do Leme, na capital fluminense.
Conhecido como o ‘Fábio Assunção’ da década de 1970, Tornaghi tentou voltar à televisão há dez anos, mas não vingou.





"Sinto que meu tempo na TV passou", afirmou ao “Notícias da TV”.


O artista contou ainda que fez voto de pobreza e adotou o estilo hippie.

"Eu havia virado um produto, uma pessoa que dá lucro. Acabei preso numa gaiola de ouro porque essa exposição toda dá dinheiro, claro, e isso acaba te botando em uma prisão. Porque dinheiro é uma droga. Ele envenena. A gente entra em um jogo de interesses e pira se não souber lidar. Não era o que eu queria e me afastei. Hoje, não tenho mais aquela grana, mas estou livre", comemorou.

Tornaghi destacou ainda que sempre recebe convites para retornar à mídia, porém, recusa todos eles.

"Volta e meia, um produtor me chama para algum trabalho. Nunca vinga. Ainda tenho aqueles velhos amigos querendo me ver trabalhando na TV, mas nunca dá certo. Talvez porque sempre tenho mais o que fazer", completou.

Recentemente, Eduardo, quase irreconhecível, apareceu com barba e muito magro, na novela das 7 Rock Story.

O veterano fez, ao todo, 12 telenovelas de 1973 a 1985, dentre elas “Veja a Lua no Céu” (1976), “Dancin'Days” (1978) e “Vereda Tropical” (1984). Seu último trabalho foi em “A Gata Comeu” (1985).

As informações são do Notícias da TV, MSN, via Uol
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário