Páginas

terça-feira, 11 de abril de 2017

Este menino pediu à mãe para cortar suas mãos fora. Em seu leito, ela fez algo que assustaria a maioria dos pais.


Imagem de reprodução
Quando Deryn Blackwell tinha 13 anos, os médicos deram a ele uma notícia horrível: o menino da Inglaterra estava sofrendo de leucemia e precisava de tratamento imediatamente. Deryn lutou corajosamente contra a doença por um ano antes de ter que lidar com outro baque. Acontece que a leucemia não era a única forma de câncer que estava tentando tirar a sua vida. 




A leucemia já estava se provando suficientemente difícil de se vencer, mas então, Deryn também foi diagnosticado com uma doença muito rara chamada Sarcoma de Células de Langerhans.


 Há pouquíssimos casos documentados dessa doença e nenhum caso como o de Deryn, que a combinava com a leucemia. O menino estava sofrendo de dores extremas ; a mãe dele relembra como foi horrível: "As pontas dos dedos de Deryn estavam duras e pretas por causa de um super vírus. Suas unhas estavam se soltando e qualquer carne que sobrava estava coberta de feridas. Todo dia ele me implorava: 'por favor, peça a eles para cortarem minha mão, mamãe. Eu já não aguento mais."
A doença de Deryn ficou tão grave que os médicos tinham pouca esperança para ele. Eles lhe deram apenas duas semanas de vida e o colocaram em uma clínica para pacientes terminais. Os pais dele estavam tão desesperados que decidiram tentar algo muito incomum: eles queriam dar cannabis ao filho. Os médicos haviam dito a eles que a erva poderia melhorar sua condição, mas ainda não havia nenhum estudo sobre o efeito dela em crianças. Por causa disso, as crianças não tinham permissão de usá-la com fins medicinais. Então os pais de Deryn foram forçados a vê-lo sofrer enquanto sua condição piorava. Finalmente, eles não puderam mais aguentar e bolaram um plano.


"Nós não podíamos sentar e assistir ele passar seus últimos dias em uma nuvem de morfina. Bastava. Então eu fui até a cidade e comprei uma caneta vaporizadora (equipamento específico para inalar drogas ilegais)", explicou a mãe de Deryn. Enquanto isso, o pai dele conseguiu entrar em contato com um traficante. Era uma atitude arriscada, considerando que ele teria que encarar cinco anos de prisão se fosse pego, mas ele estava disposto a fazer qualquer coisa pelo filho.



Deryn estava ficando cada vez mais fraco e seus pais sabiam que não tinham nada a perder. Eles deram a ele o vaporizador (que não cria nenhuma combustão, por isso é mais saudável do que o cigarro) e ele experimentou. Os resultados foram impressionantes: dentro de uma hora, Deryn estava notavelmente melhor. Sua dor foi aliviada e ele pode finalmente falar com clareza com sua mãe de novo. Não demorou muito para a mídia britânica acompanhar a história. 



Os médicos e enfermeiros não podiam acreditar no que estavam vendo. Dia após dia, a condição de Deryn melhorava, e após apenas algumas semanas de ter iniciado o seu tratamento com cannabis, ficou claro que ele não morreria. Logo, ele até pode deixar o hospital e se atualizar nos estudos. Isso foi em 2013. Agora Deryn tem 17 anos e se recuperou completamente, graças à determinação de seus pais, que arriscaram tudo por ele. 



Quando você escuta histórias assim, é difícil não se convencer de que a cannabis tem propriedades curativas. Um remédio natural como esse pode ter um efeito medicinal impressionante. Deryn e seus pais são gratos pela dica dada pelos médicos e agora esperam que haja mais pesquisas a respeito do uso medicinal da cannabis para que outras pessoas não tenham que sofrer sem necessidade, quando a natureza tem a cura perfeita.

Fonte: Daily Mail, Wikipedia, Antena 3, Twitter, Facebook




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário