Páginas

quarta-feira, 5 de abril de 2017

A mãe deste macaco sofreu maus-tratos e morreu quando ele ainda era bebê. O que fizeram com ele depois, me deixou em lágrimas.


Imagem de reprodução
Nomeado como Bujing, o orangotango teve sua comovente história contada por uma conservacionista australiana e amante dos animais, Kylie Bullo, que comanda um projeto de conservação da espécie.

Segunda ela, Bujing foi tirado dos braços da mãe ainda bebê, após sua morte por maus-tratos. Assim, ele foi vendido como animal de estimação por apenas 75 dólares, e mantido em condições precárias de saúde – acorrentado por quatro anos do lado de fora de uma casa, em uma aldeia em Bornéu, na Indonésia.


Bullo então, por meio de seu projeto de proteção de orangotangos (The Orangutan Project), viajou por mais de oito horas para ajudou a salvar o animal. Quando ela e sua equipe o encontraram, ele estava magro e sem pelos, devido a desnutrição. Os “donos”, disseram que quando era mais jovem, costumavam banhá-lo regularmente, e alimentá-lo com leite. “No entanto, conforme crescia, eles o mantiveram preso para impedi-lo de comer a comida dos vizinhos”, disse Bullo ao Daily Mail Austrália. “Ele também tinha dois ferimentos profundos nas costas”.



Segundo ela, os proprietários não foram resistentes quando a equipe de resgate chegou, levando o pobre primata para o Centro Internacional de Resgate Animal, em Kalimantan Ocidental, Indonésia. Agora, com nove anos de idade, o animal anteriormente tratado de forma monstruosa, está ganhando novamente sua pelagem e está pesando dentro dos padrões normais, graças a uma nova e saudável dieta.


“Só podemos imaginar a tristeza e desespero que Bujing sentia a cada dia. Mas você pode ver os olhos dele agora e ainda ter um vislumbre de esperança por uma vida melhor à frente”, disse Bullo. “Ele é alguns anos mais velho do que seus companheiros, mais ainda é, consideravelmente, o menor. Isso em razão da desnutrição crônica que sofreu enquanto era tratado como animal de estimação. Felizmente, ele deixou para trás essa vida de miséria e desespero e agora tem uma segunda chance de viver a vida que um orangotango normal deveria”, finalizou.


Informações: Daily Mail, via Jornal Ciência
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário