Páginas

quinta-feira, 30 de março de 2017

Mergulhadores fizeram uma descoberta inacreditável no oceano mais profundo do mundo. Os ossos revelaram quem tinha vivido ali.


Imagem de reprodução
Ao longo dos tempos, mitos e lendas sobre cidades submersas têm estimulado a imaginação de pessoas de todo o mundo. Nos confins dos oceanos mais profundos existem tesouros mais fantásticos do que conseguimos sonhar. Porém, aqueles que ousam em mergulhar tão fundo acabam encontrando coisas impressionantes, e estas cinco ruínas submarinas são exemplos perfeitos. Explorá-las é como viajar através do tempo para um outro mundo...




1 Thonis-Heracleion, Egito


As realizações arquitetônicas e culturais dos antigos egípcios continuam a fascinar o mundo até os dias de hoje. Toda criança conhece as pirâmides e os templos, mas o Mar Mediterrâneo ainda tem outra maravilha: a cidade esquecida de Thonis-Heracleion. Entre 550 e 331 a.C, essa era a cidade portuária mais importante no Egito e ela prosperou até finalmente afundar no século VIII d.C. 


Ainda não se sabe o que fez a cidade afundar, e arqueólogos continuam a descobrir segredos da antiga cidade ano após ano. 


Além de estátuas, templos e artefatos, eles também encontraram muitos traços da vida cotidiana. A cidade está localizada a aproximadamente 6,5 km do litoral e é extremamente valiosa, pois as relíquias e ruínas foram bem preservadas pela água
Cada estátua é mais fascinante do que a outra. O que será que este leão estava guardando? 

2. Lago Titicaca, Peru



O Lago Titicaca, no Peru, é um dos maiores lagos do mundo. É o lago navegável mais alto do mundo e é tão impressionante na superfície quanto debaixo dela. 



Nas profundezas do lago, pesquisadores descobriram uma cidade que é mais velha do que os Incas, o que significa que ela tem mais de 15 mil anos. Eles descobriram templos, estradas e terraços que eram usados para agricultura. Cada mergulho revela mais e mais descobertas. 
Os locais sempre souberam da cidade a 20 m abaixo da superfície do lago, mas, para os cientistas, a descoberta foi como ganhar na loteria. 



Mas junto com todo o ouro, tesouro e arquitetura antiga, houve também descobertas macabras, com os mergulhadores ocasionalmente aparecendo com restos dos antigos moradores da cidade. 

3. Atlit Yam, Israel


Atlit Yam é uma colônia na costa de Israel que data da Idade da Pedra. Por séculos, a localização permaneceu escondida a 12 m abaixo da superfície, até que foi descobertaapós uma enorme tempestade em 1984. Pesquisadores descobriram pedras especiais que tinham sido usadas para rituais religiosos.
Aqui está um esboço de como era...



Mergulhadores descobriram suprimentos de comida que foram deixados para trás, o que indica que os moradores tiveram que sair bem rápido do local. O lugar é uma mina de ouro para etnólogos: eles descobriram até o esqueleto de uma mulher que morreu de tuberculose, por exemplo. 


Considerando que a vila tem mais de 6 mil anos, esse é o primeiro caso comprovado da doença. Eles também encontraram vários restos de esqueletos com danos nos ossos da orelha, o que indica que eles devem ter mergulhado a grandes profundezas para pegar peixes e sofrido o dano da enorme pressão da água. 
Parece que os residentes tiveram uma vida boa ali, até que um maremoto transformou tudo em um túmulo molhado. 

4. Fanagoria, Rússia/Grécia

Antigamente, Fanagoria era uma das maiores colônias gregas fora da Grécia. Hoje, porém, um terço da cidade está na Península de Taman, debaixo das marés do Mar Negro, em território russo. 



Grande parte dela está coberta de areia, como o antigo porto e o cemitério, por exemplo. 



Mergulhadores encontraram objetos e artefatos valiosos no local. Essas descobertas têm ajudado a revelar mais sobre a rica história da cidade. 



Os artefatos revelaram que em 63 a.C. houve uma revolta que quase destruiu a cidade completamente. Ela foi habitada por 1500 anos, até ser abandonada. Por que isso aconteceu ainda é um mistério, mas os pesquisadores têm certeza de que logo saberão. 

5. Mulifanua, Samoa



Mulifanua está localizada na parte noroeste de Upolu, uma ilha da Samoa. Em 1973, pesquisadores fizeram uma grande descoberta nesse paraíso tropical. Nas profundezas, eles encontraram 4 mil fragmentos de argila e as ruínas de uma antiga colônia polinésia. 




Algumas poucas peças só puderam ser encontradas ali, um fato que tornou a descoberta ainda mais emocionante para os pesquisadores. 



Pensar que essas cidades adormecidas permaneceram escondidas por tanto tempo debaixo d'água é realmente fascinante. Essas descobertas são o ponto alto da carreira dos cientistas envolvidos e o conhecimento oferecido por elas sobre as antigas civilizações não tem preço. Será interessante ver quantas outras descobertas ainda estão por vir no futuro. Talvez a cidade perdida de Atlantis não seja um mito no final das contas! 


Fonte: Urban Ghost Media, Youtube, via Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário