Páginas

quarta-feira, 1 de março de 2017

Ele a “roubou” quando ela tinha 16 anos. 85 anos depois, seus netos descobrem o segredo do relacionamento deles.


Imagem de reprodução
"Até que a morte nos separe" é muito fácil de falar, mas quantos casais não declararam esta frase apenas para se divorciarem poucos anos mais tarde? No entanto, quando Faustino Jacinto e Estefanía Rodríguez se casaram, eles levaram esse voto muito a sério. O casal, de uma cidade pequena chamada Villa del Carbón, no México, está junto desde então. E tem sido um tempo muito, muito longo. 



Quando Faustino conheceu Estefanía, foi amor à primeira vista. Ele tentou desesperadamente chamar sua atenção, mas ela estava hesitante: "Nós começamos a conversar, eu lhe disse que gostaria de tê-la como minha esposa, mas ela não respondia", conta Faustino. "Eu não o conhecia", relembra Estefanía. Mas Faustino insistiu e finalmente deu certo. Uma semana depois, ele "roubou" Estafanía, como dizem no México quando um casal foge. Era 1932. Faustino tinha 18 anos, Estefanía tinha apenas 16. 
A história fica ainda mais romântica quando, apesar de não terem dinheiro, Faustino e Estefanía decidiram casar em uma cerimônia civil. "Que casamento nós poderíamos ter se eu não tinha dinheiro algum?" Faustino brinca. E desde aquele dia, por incrível que pareça, esse casal adorável não dormiu sequer um dia separado. Um cálculo rápido revela o fato incrível de que Faustino e Estefanía têm compartilhado suas vidas há 85 anos! 



O casal teve 15 crianças, das quais quatro morreram. Mas a família não parou de crescer desde então, e agora eles têm 68 netos, 114 bisnetos e 21 tataranetos! 



Faustino logo fará 103, e Estefanía, 101. Apesar dos problemas normais relacionados à idade, o casal ainda está bem de saúde. O segredo deles para um casamento duradouro e feliz? Respeito. "Faustino nunca me xingou ou foi mal educado", disse Estefanía, com orgulho.




O relacionamento de Faustino e Estefanía é invejável! Quantos de nós sonha em ter alguém ao nosso lado que nos amará até o fim de nossas vidas? Ou pelo menos por 85 anos! 





Fonte:Perfecto.guru, Master chollo, via Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário