Páginas

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Youtuber se arrepende após ficar em caixa lacrada por 24 horas e depois 'se enviar' pelo correio


Imagem de reprodução
O brasileiro Abud Sadek se arrependeu da ideia enquanto estava sendo transportado. 
Quando você acha que os youtubers não têm mais o que inventar, surge Abud Sadek com uma das mais 'brilhantes' ideias da história para comemorar o primeiro milhão de inscritos em seu canal : se 'enviar' pelo correio dentro de uma caixa de papelão fechada. E é claro, documentar tudo em um vídeo de 23 minutos.

Os primeiros oito minutos remetem à preparação de Abud junto a amigos, comprando alimentos e bebidas para levar em sua 'viagem'. Ele já parece um pouco hesitante em alguns momentos. Após entrar na caixa, seu amigo Pedro o despachou por uma transportadora, tendo como destino seu próprio endereço.

Logo no início Abud já se arrepende: "Não foi uma boa ideia".

Os momentos de emoção nas longas horas que passsou lá dentro, Abud teve que se contorcer para tirar sua camisa e tentar fazer o mesmo com sua 'confortável' calça jeans. Furos para aumentar a ventilação, vazamento de suco de laranja e um cochilo numa poça de suór completaram a experiência.



"Mano essa foi a maior 'retardadice' que eu podia ter feito na minha vida", afirma em dado momento. Enquanto era transportado, é possível ver seu olhar de desepero de quem não sabe exatamente o que está acontecendo, ou para onde se está indo.
Ao ouvir o som de um interfone sendo tocado e da cadelinha de seu amigo latindo, o rapaz consegue finalmente voltar a sorrir, sabendo que o sofrimento está próximo ao fim, cerca de 24 horas depois.
"No meio da noite tinha me arrependido. [Mas] a sensação que estou sentindo agora, valeu a pena", concluiu, deixando para trás as inúmeras vezes em que lamentou o fato de ter tido a ideia quando estava dentro da caixa. Cansado, imundo, cheio de dores e com as pernas dormentes, Abud pediu 'likes' aos espectadores.
Vale ressaltar: a ideia posta em prática é bastante perigosa e envolve riscos sérios. Como o próprio autor do vídeo destaca: "Não façam isso!".

Informações: Estadão
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário