Páginas

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Esta idosa se casou e mas após algumas semanas seu marido desapareceu. 70 anos depois ela finalmente descobriu o porquê.


Imagem de reprodução
Peggy Harris, de Vernon, Texas (EUA), é uma idosa que passou a vida tentando ser boa e tirar o melhor proveito das coisas. Mas por trás do seu sorriso caloroso, há uma grande tristeza que a tem assombrado desde que era jovem. 








A história começa em 1944. Peggy, uma linda jovem, conheceu Billie, um belo piloto de 22 anos. Eles se apaixonaram e se casaram.



Os recém-casados estavam animados para iniciarem sua vida juntos. Eles compartilharam expectativas e sonhos e fizeram planos, não tendo a menor ideia do quanto as coisas estavam prestes a mudar drasticamente. Após algumas semanas da sua vida de casados, Bille foi mandado para a Europa, onde a segunda Guerra Mundial estava estourando. Peggy ficou chocada e apavorada, mas ela sabia que ele tinha que cumprir o seu dever. 



Peggy logo perdeu todo o contato com Billie. Ela passou dias e noites se perguntando o que teria acontecido com ele. Ela esperou e esperou, mas nenhuma notícia chegou. As semanas e meses se passaram, mas nada. Eventualmente a guerra terminou e Peggy ainda não fazia ideia se seu marido estava vivo ou morto.



Ela tentou seguir com sua vida, mas não conseguia se esquecer do sonho que teve com Billie um dia chegando em sua porta e gritando: "Estou em casa!". Os anos se passaram e a tristeza de Peggy se tornou um fardo pesado para suportar.
Mesmo quando parecia que toda a esperança estava perdida, que seu amado Billie estava morto ou havia simplesmente a abandonado, Peggy se recusou a se envolver com outros homens e prometeu nunca se casar novamente. Billie era o amor de sua vida e ela não poderia traí-lo.
Com o passar dos anos, Peggy lentamente começou a encarar a realidade. Ela sabia que Billie provavelmente estava morto. Por qual outro motivo ele não tentaria entrar em contato com ela?
Setenta anos depois, um dos parentes de Billie decidiu que era hora de descobrir a verdade. Ele entrou em contato com o serviço militar e conseguiu acesso aos arquivos de Billie. Quando ele descobriu que Billie havia morrido na guerra, ninguém se surpreendeu. Mas as circunstâncias acerca de sua morte eram extraordinárias.
De acordo com os registros, Billie morreu em 1944, apenas seis meses depois de seu casamento com Peggy. Ele foi abatido na Normandia (França) e seu avião caiu perto de uma pequena cidade chamada Ventes. Impressionantemente, testemunhas do acidente estavam certas de que Billie havia usado seus últimos momentos para evitar que seu avião caísse sobre uma área residencial onde muitas pessoas teriam sido mortas. Billie era na verdade um verdadeiro herói.


Quando Peggy soube da história de como seu marido morreu, ela ficou muito triste, mas também aliviada por finalmente saber a verdade. Ela sabia que tinha que ir até a França visitar seu túmulo.
Quando Peggy chegou em Ventes, ela foi tomada pela emoção. Seu marido era um verdadeiro herói na cidade e havia até uma rua com o nome dele.


Três vezes ao ano os moradores da cidade celebram o corajoso piloto que lutou pela liberação deles e pagou um alto preço.
Um homem de 91 anos que testemunhou a queda de Billie contou a Penny a história em suas próprias palavras.




Esse homem e alguns amigos são os que foram até o local da queda e levaram o corpo de Billie para um enterro digno. Por 70 anos, naquele mesmo dia, os cidadãos se reuniam em seu túmulo para prestar homenagem a este verdadeiro herói.



Os restos mortais de Billie eventualmente foram transferidos para um cemitério na Normandia, mas seu túmulo em Ventes ainda permanece em sua honra.
Peggy agradeceu aos desconhecidos que cuidaram tanto do marido dela por tantos anos. Em um momento, um veterano disse: "Se ao menos nós tivéssemos conseguido salvá-lo". A resposta comovente de Peggy foi simples: "Vocês conseguiram."
Os restos mortais de Billie eventualmente foram transferidos para um cemitério na Normandia, mas seu túmulo em Ventes ainda permanece em sua honra.
Peggy agradeceu aos desconhecidos que cuidaram tanto do marido dela por tantos anos. Em um momento, um veterano disse: "Se ao menos nós tivéssemos conseguido salvá-lo". A resposta comovente de Peggy foi simples: "Vocês conseguiram."


Desde sua primeira visita, Peggy retornou todos os anos para prestar homenagem ao seu marido junto com os cidadãos de Ventes. Eles estão extremamente orgulhosos de tê-la com eles e agora a consideram mais uma cidadã da cidade que seu marido salvou 70 anos atrás.
Esta é uma história inspiradora de amor eterno, sacrifício e coragem. Billie lutou pelo que acreditava e fez tudo ao seu alcance para evitar que vidas inocentes fossem perdidas. E sua esposa permaneceu fiel a ele, mesmo sabendo que ele nunca voltaria para ela. Isso serve para mostrar que mesmo no momento mais escuro da humanidade, quando a guerra explodia e vidas eram destruídas, o amor e a coragem sempre brilham mais.

Fonte: San Francisco Globe, via Não Acredito
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário