Páginas

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Esta aposentada pisou num pedacinho de metal. Anos depois, chifres bizarros não param de crescer na sola de seus pés


Imagem de reprodução
Uma aposentada, na Arábia Saudita, tem vivido momentos de agonia depois que três bizarros “chifres” de unhas brotaram em seu pé e continuaram crescendo.
A família da mulher – que não quis se identificar para preservar sua imagem – diz que ela está com muitas dores e não consegue dormir, muito menos andar.




“Ninguém sabe o que é isso. Parece que três unhas crescendo na sola de seus pés. Tudo começou há alguns anos e fica cada vez pior. Nós acreditamos que ele foi causado depois de um pequeno pedaço de metal perfurar seu pé e permanecer lá dentro, fazendo aparecer esta condição bizarra“, disse seu filho à imprensa.
A mulher passou por vários hospitais e clínicas, no entanto, seu filho alega que nenhuma instituição foi capaz de explicar o que ela está sofrendo. Sua família está desesperada e apela para que alguém possa identificar a condição e operá-la, para que possa andar novamente. “Pedimos às autoridades de saúde que forneçam tratamento para a minha mãe, que não consegue dormir à noite devido à dor e não consegue andar corretamente”, acrescentou o filho.



No entanto, um perito disse ao Mail Online, que a mulher parecia ter uma condição chamada cornos cutâneos. São projeções cônicas duras da pele, feitas de queratina compacta, a mesma proteína dura encontrada em unhas. Cornos cutâneos são assim chamados por se assemelharem a um chifre
A condição pode ter sido causada por uma reação a um corpo estranho, como o pedaço de metal mencionado pelo filho da mulher, sugere o podólogo Michael O’Neill, do College of Podiatry.
O tratamento poderia ser por meio de recorte ou cirurgia plástica, disse ele. “Porém, a condição também poderia ser um câncer de pele desagradável de algum tipo raro”, advertiu o especialista. De acordo com ele, o fato precisa ser confirmado com uma biópsia, antes do início do tratamento

Informações: Daily Mail
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário